• Home
  • Exército dos EUA permite sexo com animais

Exército dos EUA permite sexo com animais

23 comments

O Senado dos EUA aprovou uma lei que, entre outras coisas, anulará o artigo 125 do Código da Justiça Militar que prevê punição por atos de sodomia (homossexualidade), sendo que a definição de sodomia, de acordo com a legislação militar estadunidense inclui também relações sexuais com animais.

O chefe do Comitê das Forças Armadas do Senado anunciou na reunião  que a abolição do artigo é só um procedimento formal porque o Supremo Tribunal dos EUA havia anulado a proibição de sodomia ainda em 2003, considerando-a uma intervenção anticonstitucional na vida privada dos cidadãos.

Fonte: Voz da Rússia

Nota da Redação: O código militar dos EUA diz em seu artigo 125 que, “Qualquer pessoa sujeita a este capítulo que se dedica a cópula carnal desnatural com outra pessoa do mesmo sexo ou oposto ou com um animal é culpado de sodomia. Penetração, ainda que pequena, é suficiente para completar o delito.”

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Cada ser humano faz o que quer da sua vida, mas os animais não podem ser incluídos nisso.
    Gostaria de saber se, ao anular esse artigo, vão incluir um outro que proteja os animais das investidas dos que os usam como objetos.

  2. Absurdooooo num pais de 1º mundo? usarem os animais como objetos? o ser humano se defendem e os animais não podem se defender desses MOSTROS, Natal RN.

  3. atenção à confusão ai… o que foi aprovado e sobre homossexuais gente!

    “Sodomia é uma palavra de origem bíblica usada para designar as perversões sexuais, com ênfase para o sexo anal, que pode ser entre homossexuais ou heterosexuais.
    O termo foi por muito tempo também utilizado, até mesmo cientificamente, para designar actos sexuais entre homens, ou qualquer acto sexual não reprodutivo dependendo do contexto. Entretanto, desde as últimas décadas do século XX, tal palavra tem sido considerada pejorativa.
    À época da inquisição, a relação homossexual era referida como “sodomia”, “pecado nefando” ou “sujidade”.

    ————————————————————————
    Zoofilia, do grego ζωον (zôon, “animal”) e φιλία (filia, “amizade” ou “amor”), é uma parafilia definida pela atração ou envolvimento sexual de humanos com animais de outras especies. Tais indivíduos são chamados zoófilos. Os termos zoossexual e zoossexualidade descrevem toda a gama de orientação humana/animal.
    Um outro termo, bestialidade, se refere ao ato sexual entre um humano e um animal não-humano (chamado a partir daqui apenas “animal”). Enquanto a zoofilia é legal em alguns países, não é explicitamente aceita, e na maioria dos países atos sexuais com animais são ilegais, sob as leis de abuso animal e crueldade contra os animais, e menos comum, crime contra a natureza. O filósofo e autor Peter Singer, envolvido em vários movimentos pelos direitos dos animais, defende que a zoofilia não é antiético desde que não haja dano ou crueldade contra o animal, mas esta visão não é largamente compartilhada, pois a maioria defende que os animais, assim como as crianças, não são capazes de consentir emocionalmente tal ato.”

    1. Pelo código militar dos EUA, artigo 125, “Qualquer pessoa sujeita a este capítulo que se dedica a cópula carnal desnatural com outra pessoa do mesmo sexo ou oposto ou com um animal é culpado de sodomia. Penetração, ainda que pequena, é suficiente
      para completar o delito.
      Estranho, mas está escrito na legislaçao. Veja o link.

  4. A notícia está distorcida, para causar revolta. Naquela lei norte-americana que vai ser abolida não há referência alguma ao bestialismo, nome correto na literatura internacional, para a prática de sexo humano com animais.
    A prática de sexo entre dois homens, com penetração anal é que se chama sodomia.
    O que vão abolir é a criminalização da sodomia no exército, para que os homossexuais não possam sofrer qualquer discriminação por conta do tipo de sexo que praticam.
    Pode haver homossexual bestialista, mas isso também pode com heterossexuais.
    Manchete errada nessa notícia!

    1. Pelo código militar dos EUA, artigo 125, “Qualquer pessoa sujeita a este capítulo que se dedica a cópula carnal desnatural com outra pessoa do mesmo sexo ou oposto ou com um animal é culpado de sodomia. Penetração, ainda que pequena, é suficiente
      para completar o delito.
      Estranho, mas está escrito na legislaçao. Veja o link na matéria.

  5. concordo. homossexualidade nao tem nada haver com zoofilia. Já há doentes demais estuprando animais inocentes sendo isso contra a lei imagine agora. Ser arrombado ngm quer, se matar ngm quer ne?? Agora fazer mau aos indefesos fazem fila. Não peço misericordia a jesus, cada um sabe o que faz, e sinceramente quero estar aqui pra ver a raça humana se acabar e morrer feliz da vida por isso.

  6. Cada dia eu fico mais abismada com os absurdos cometidos contra os animais, seres indefesos. O ser humano, que tem discernimento e muita burrice, pode fazer o que quiser da sua vida, praticar o que quiser entender com quem melhor lhe aprover.,.mas jamais se utilizar dos animais para a pratica de bestalidades…não tem como se conformar ou não se revltar com uma prática desta natureza. E pensar que quem faz isso se consedera ser humano…pura ingenuidade. É um ser totalmente irracional e certamente pagará pela prática do crime, mesmo que esteja protegido pela lei dos homens, mas não terá proteção contra a LEI DIVINA. LAMENTÁVEL A ATITUDE DE ALGUNS SERES HUMANOS, QUE NOS FAZEM SENTIR VERGONHA DA RAÇA A QUE PERTENCEMOS. QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE QUEM ELABOROU A LEI E DE QUEM A PÕE EM PRÁTICA. SE A LEI FOSSE PARA PROTEGER OS ANIMAIS, CERTAMENTE NÃO HAVERIA O SEU CUMPRIMENTO.

  7. Eles só tomaram essa atitude pela forte pressão da aceitação dos homossexuais em todos os grupos. “Sodomia” era do Código de Justiça Militar e incluía homossexualidade e zoofilia num só termo (aberrações em geral). Eles ainda vão desenvolver isso aí, pra melhorar o código deles e pela críticas que vão ouvir (ah, vão ouvir!) na pressa de humanização forçada eles não perceberam que é importante separar os termos para o apoio a HOMOSSEXUALIDADE e não da ZOOFILIA. Mas a ênfase, na prática, é no luta contra a homofobia:

  8. DEFINIÇÃO: O termo foi por muito tempo também utilizado, até mesmo cientificamente, para designar actos sexuais entre homens, ou qualquer acto sexual não reprodutivo dependendo do contexto. Entretanto, desde as últimas décadas do século XX, tal palavra tem sido considerada pejorativa.

  9. Bom dia, definição retirada do código militar dos EUA (na íntegra, em inglês, e abaixo, livre tradução realizada por mim)
    * Any person subject to this chapter who engages in unnatural carnal copulation with another person of the same or opposite sex or with an animal is guilty of sodomy. Penetration , however slight, is sufficient to complete the offense.
    * Qualquer pessoa sujeita a este capítulo que se dedica a cópula carnal desnatural com outra pessoa do mesmo sexo ou oposto ou com um animal é culpado de sodomia. Penetração, ainda que pequena, é suficiente para completar o delito.

    A lei faz referencia em animais sim, agora precisamos ver se vão colocar alguma alusão à proibição com animais, pois no codigo militar o artigo ainda se encontra dessa mensira…

  10. olha, o mundo tá louco.Pq não tentam zoofilia com um animalzinho fragil e indefeso ironicamante falando, como um crocodilo ou uma piton reticulata em jejum de almoço?

  11. E ha de ser que nos ultimos dias sera assim mesmo, nao basta homens de 30 anos ou mais ; com meninas de 05 a 14 anos, tambem partem para os animais : O armagedom esta chegando; Que Deus tenha piedade de nos

  12. Fernanda,
    a lei pode fazer referência a animais, mas o termo sodomia não se aplica a esse tipo de prática sexual, cuja designação é bestialismo. Eles podem até ter escrito a lei incluindo o bestialismo como um tipo de sodomia, mas, certamente o fizeram para desqualificar o sexo entre humanos. Agora, para azar deles, ao serem obrigados a descriminalizar o sexo entre homens, ou entre mulheres, acabam por ter de descriminalizar o sexo entre humanos e animais.
    Quem mandou usarem as palavras de forma incorreta?
    E, para finalizar, o bestialismo não é prática nova na história humana. Sempre existiu. Dai termos algumas doenças sexualmente transmissíveis, até hoje, por exemplo, a sífilis. Na Idade Média a prática era tão comum quanto criminalizada pela igreja, que condenava os animais à morte, para darem exemplo aos demais animais! É isso mesmo! Condenavam os homens bestialistas à morte, e a porca ou cabra ou ovelha ou fosse lá qual animal fosse, à mesma morte, para servir de exemplo aos outros animais, para que não fizessem sexo com humanos.
    Pelo menos uma coisa a igreja católica da idade média tinha de interessante: ela acreditava na capacidade de entendimento e na racionalidade dos animais não-humanos e os julgava iguais aos humanos, em direitos e deveres… no que tangia à sexualidade bestial.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>