• Home
  • Sociedade protetora dos animais pede fechamento de canil, em SC

Sociedade protetora dos animais pede fechamento de canil, em SC

0 comments

A direção do Sociedade Lagunense de Proteção aos Animais (Solpra) protocolou, nesta quinta-feira (3), no fórum de Laguna (SC), uma ação civil pública pedindo o fechamento do canil municipal da cidade, sob a alegação de que os animais que são recolhidos pela carrocinha não recebem os cuidados necessários e que, ao contrário do que se espera, têm o estado de saúde agravado no local. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o canil atua conforme a legislação e que é fiscalizada pela Polícia Ambiental.

Segundo Edden Araújo, presidente da Solpra, muitos dos cães que estão no canil foram recolhidos das ruas da cidade em boas condições de saúde e não receberam os cuidados necessários no local. “O que se espera de um abrigo para cães, principalmente municipal, é que ele forneça atendimento veterinário básico e suficiente para que o um cão doente melhore ou estabilize seu estado de saúde. Não é o que estamos vendo neste canil.”

Atualmente, o abrigo municipal tem 52 animais encontrados doentes e abandonados nas ruas, de acordo com a prefeitura. O canil começou a funcionar em dezembro de 2010 e chegou a ser fechado por falta de condições, sob pedido judicial, segundo a Solpra.

Segundo a ONG, cachorro 'Gordo' chegou saudável ao canil municipal de Laguna (SC) e pegou sarna no local (Foto: Divulgação/Kellin Crippa Speck/Sociedade Luganense de Proteção aos Animais)

O tratador Bruno Lopes de Oliveira, que mora no canil e é responsável pela limpeza do local, disse que os cães que chegam ao canil estão doentes e ficam em uma área isolada de 48m², sem contato com os demais cães. “Eles ficam nesta área de triagem. Aqui não falta ração e a veterinária vem nas manhãs ou tardes para cuidar dos cães.”

Apesar de informar que os cachorros recebem cuidados médicos, Oliveira confirmou ao G1 que o cão “Gordo”, recolhido pela carrocinha no começo do ano, chegou ao canil saudável, mas ficou doente no estabelecimento. “Ele veio aqui sem doença e acabou pegando sarna. Hoje, ele fica direto comigo, separado dos outros cachorros”.

Ainda de acordo com o tratador, que é filho do dono da área onde funciona o canil, o terreno do abrigo para cães é de 348m².

A Prefeitura Municipal de Laguna informou que o canil está em funcionamento desde de 20 de abril de 2011 e que, até outubro deste ano, foram recolhidos 202 animais. O estabelecimento realizou a castração de 527 animais, entre os recolhidos das ruas e de moradores carentes da cidade

Segundo a ONG, cadela 'Pittboa' chegou ao abrigo com sarna e estado de saúde dela piorou na unidade (Foto: Divulgação/Kellin Crippa Speck/Sociedade Luganense de Proteção aos Animais)

Cuidados e fiscalização

Segundo a secretaria de saúde, os cães ficam 15 dias à espera do tutor. Após esse período, os animais são castrados e ficam disponíveis para adoção. A administração municipal, no entanto, não informou quando animais foram adotados, quantos precisaram ser sacrificados ou que morreram no canil.

“Estive no canil ontem e vi cães com sarna e desnutridos, muito magros. Ao mesmo tempo, percebi que alguns cães que tinha visto em outra visita, doentes, não estavam mais no canil. Não recebi uma informação sequer sobre o paradeiro desses cães”, disse Kellin Cripa Speck, voluntária da Solpra.

Edden informou ainda que tem autorização judicial para fiscalizar o canil. “Apesar dessa autorização, tenho dificuldade de ter acesso a documentos dos cães, de como estão sendo feitos os tratamentos veterinários e até de visitar o local e por isso fazemos as visitas duas vezes por semana.”

De acordo com a prefeitura, a quantidade de ração fornecida aos cães foi aumentada. Os animais que têm dificuldade de adaptação à alimentação recebem arroz para cachorro.

Cães saudáveis no canil de Laguna (SC), de acordo com a Secretaria de Saúde da cidade (Foto: Divulgação/Kellin Crippa Speck/Sociedade Luganense de Proteção aos Animais)

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Que bom que esta notícia está por aqui. Eu ia enviar um email pra vcs sobre este caso. É um descaso total. Vou enviar pra mídia. Conheço as protetoras que estão ajudando com alimentação e medicamentos pra esses anjos, porque se esperar pela autoridade maior, eles morrem definhando! Pra que tira-los da rua???????

  2. Como pode quando se tem um ambiente desses não doar o melhor de si para esses anjos,se não gostam de animais não deveriam trabalhar com eles,ao invés de melhora os deixam pior!!!!!

  3. Qualquer ser vivo, quando colocado em confinamento e detido por barras metálicas, passa a ser considerado sem valor. Seu prestígio acaba quando sua liberdade é tirada. Isso vale igualmente para o sistema de confinamento humano (presídios e penitenciárias) e para quaisquer sistemas de confinamento dos animais.

    A situação dos animais nas ruas não é sempre pior do que nos canis. É preciso fazer com que as pessoas que têm cães vivendo em sua companhia párem de abandoná-los.

    Mas, para isso, é preciso que o cão se torne um ser precioso para os humanos que o retém junto a si.

    Enquanto existirem fábricas de filhotes e venda deles como eram vendidos os escravos, continuará a existir o abandono assim que o animal deixa de ser interessante para os humanos que o usaram até então.

  4. Verdadeiro ABSURDO!
    Como deixam um, dois, vários cães chegarem ao estado que se encontram?
    Desejo sorte a vcs!
    CADEIA PARA QUEM MALTRATA OS ANIMAIS!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>