• Home
  • Estudante salva da morte arara atropelada em rodovia de MS

Estudante salva da morte arara atropelada em rodovia de MS

0 comments

Arara salva da morte por estudante de Mato Grosso do Sul (Foto: PC de Souza/Edição de Notícias)

O estudante de Biologia Guinther Lacerda Bresche, de 19 anos, salvou da morte uma arara atropelada em uma rodovia, nesta terça-feira (25). O jovem encontrou a ave, que é um dos símbolos de Mato Grosso do Sul, caída na pista da BR-163, quando viajava de moto de Rio Verde para Coxim, no norte do estado. Ela recebeu atendimento e será encaminhada para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) em Campo Grande.

Segundo Bresche, ele estava voltando para Coxim, a 49 quilômetros de Rio Verde de Mato Grosso, quando viu o animal no acostamento. “Quando vi, achei que estava morta, então passei. Mas resolvi verificar e ela realmente estava viva”, disse. “Meus pais moram em Rio Verde, então nós sempre vemos animais mortos na rodovia, e sempre paramos para verificar. E dessa vez ela estava viva”, completou.

Como estava de moto, o jovem disse que entrou em contato com a Polícia Militar Ambiental (PMA) para socorrer a ave, mas foi informado que não havia equipe para ir até o local. “Eles disseram para eu deixá-la em um posto de gasolina, mas não ia fazer isso. Então liguei para minha namorada que junto com a mãe e uma amiga foram me buscar de carro”, disse. “Fiquei cerca de duas horas esperando elas. Até começou a chover”, completou.

Da rodovia o estudante levou a ave ferida para uma clínica veterinária de Coxim. Segundo o veterinário Antônio Carlos, a arara não chegou a fraturar nenhum osso. “Quando nós a recebemos, ela estava com um sangramento próximo ao bico, na pata direita e com algumas penas perdidas”, explica.

Antônio Carlos diz que após ser atendido, o animal comeu e bebeu água. Após passar a noite na clínica a ave foi entregue a PMA que vai levá-la nesta quinta-feira para o Cras, em Campo Grande. “Ela ainda não tem condições de voltar à natureza. Não consegue voar por causa das penas perdidas”, disse o veterinário, completando que possivelmente o animal acabou sendo atropelado quando fazia um voo rasante na rodovia.

O veterinário diz que as penas que a ave perdeu em razão do acidente devem voltar a nascer e arara voltar a voar.

Fonte: G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para Cibele Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. É sempre assim. Tinha uma ave silvestre ferida num local que não tinha acesso pois era propriedade privada. Passei dois dias ligando para a secretaria do meio ambiente de Porto Alegre e nunca tinha ninguém disponível. A ave morreu.

  2. Nossa, parabéns a este rapaz…este vai ser um biólogo fantástico!!!!
    Se todas as pessoas tivessem ao menos 1 atitude como esta, o planeta estaria salvo!

  3. Parabens ao estudante, muito bacana a sua atitude, agora
    a Policia Ambiental deixou de cumprir com seu trabalho de
    restate, eles sao pagos para isso.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>