• Home
  • Cães são envenenados em cidade mineira

Cães são envenenados em cidade mineira

0 comments

Foto: Cristina Mansur

“Ontem eu presenciei uma cena triste. O cachorro do meu namorado foi envenenado. Nós tentamos de tudo para salvar, chamamos o veterinário, mas infelizmente não foi possível…” Estas foram palavras de Camila Teixeira, moradora do bairro Esperança II, em MG, ao se comover com o fato ocorrido no feriado desta quarta-feira, 12.

De acordo com Aécio José Brígida, tutor do cachorro, ele encontrou o animal às 8h30min da manhã vomitando o veneno. Camila ressalta que não é a primeira vez que o fato acontece. A primeira vez que o animal ingeriu veneno, ele ficou com sequelas, como a dificuldade na visão.

Fato parecido aconteceu também com o primo de Aécio há cerca de 5 meses atrás. João Marcelo Campos, morador do mesmo bairro, era tutor de um cachorro com a idade de cinco meses, que foi vítima de veneno também. “Quando voltei na horta, ele já estava morto, onde havia deitado e vomitado.” Relata.

O Portal Arcos procurou duas clínicas veterinárias em Arcos para saber se casos de cães envenenados chegam com frequência para eles, mas ambos responderam que não.

De acordo com o veterinário José Aparecido, os tutores dos cães não devem remediar o cachorro com leite ou café quando o acidente acontecer pois, o animal, ao ficar inconsciente, pode engasgar ou morder a pessoa. O melhor seria procurar um especialista, pois existe o antídoto correto que não deixa o veneno se alastrar no corpo do animal.

Ao entrar em contato com o centro de Controle de Zoonose em Arcos, Jader Pimentel informou que o trabalho realizado pelo setor não se envolve mais com os cachorros que vivem nas ruas. Foi informado que ele se envolve apenas com visitas à residências, realizando exames de Leishmaniose nos animais domésticos. Ele informou que os cachorros de rua eram de responsabilidade do Fiscal de Posturas. O fiscal de posturas, Willian Alves Teixeira informou que o ato de matar animais colocando veneno na rua é crime. “Se alguém está matando os cachorros, isto é crime. A pessoa deve recorrer ao Ministério Público” Ele também remete a questão da população canina ser de responsabilidade da prefeitura: “Não tiro a responsabilidade do município de cuidar dos cães.” Ressalta.

“O município não tem depósito de cães, então, não apreende.” Conclui o fiscal de posturas.

Willian também fala que o dono da vítima poderia ter sido multado pelo fato do cachorro estar na rua no momento em que foi envenenado.

Ele cita o artigo 157 e 158 do Código de Posturas do Município nos quais, se remetem a existência de animais nas vias públicas. De acordo com o artigo 157 “É proibida a permanência de animais nas vias públicas.” E o artigo 158 “Os animais encontrados soltos nas ruas, praças, estradas ou caminhos públicos serão apreendidos e recolhidos ao depósito da Municipalidade ou em local divulgado pela Administração Pública.”
Embasado nos dois artigos, o fiscal de posturas conclui: “O município não tem depósito de cães, então, não apreende.”

Recentemente, foi discutido pelos membros do legislativo, em reunião na Câmara sobre a construção de um canil municipal. Mas o assunto não foi levado à diante, já que a polêmica do aumento do número de vereadores é um os assuntos que vêm tomando conta da política de Arcos.

Fonte: Portal Arcos 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Sal e água fazem o cão vomitar o veneno;)) explicou a veterinária aqui em Curitiba. Depois levem ao Veterinário coreendo!!!
    É uma situação absurda…culpa dos donos que não cuidam e deixam os cães na rua e dos dementes que envenenam os cães…que mundo é essa…

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>