• Home
  • Adestrador acusado de agredir os próprios cães é condenado por crueldade animal

Adestrador acusado de agredir os próprios cães é condenado por crueldade animal

0 comments

Por Natalia Cesana  (da Redação)

Adestrador Ryan Matthews ao lado de um cão (Foto: Reprodução/Examiner)

O adestrador de cachorros Ryan Matthews, de 30 anos, acusado de bater nos próprios animais, foi julgado culpado nesta terça-feira (11) por crueldade contra os animais. Pelo crime, ocorrido em Loveland, Colorado (EUA), ele deverá enfrentar 30 dias de prisão mais dois anos em liberdade condicional, segundo informações do jornal Denver Post.

Ao adestrado também não será permitido ter a acesso a qualquer animal durante esses dois anos. Matthews terá ainda que se submeter a uma avaliação da saúde mental e uma investigação pré-sentença.

De acordo com o depoimento de prisão, Matthews empurrou a cabeça de uma cadela da raça pastor belga malinois, de nome Montage, contra a parede. Ele golpeou-a pelo pescoço, dando-lhe um soco no rosto. Montage e Ruca, outro cachorro de Matthews, foram abandonadas na Sociedade Humanitária de Larimer, no Colorado.

Segundo Marcie Willms, porta-voz da Sociedade Humanitária, os cães foram adotados por uma família da região e se adaptaram bem ao novo lar.

Procurado, Matthews não quis comentar o caso.

De acordo com o currículo do treinador, postado em um site de negócios, Matthews passou seis anos na polícia militar do Exército dos EUA, treinando cães a farejar bombas e drogas. Depois que deixou a corporação, ele comprou a Off Leash Dog Training e passou a trabalhar como adestrador.

Várias pessoas elogiaram Matthews e suas habilidades para adestrar cachorros no site da empresa.

O adestrador disse à polícia que nunca chutou ou bateu um cão durante os treinos, mas um de seus funcionários, contactado pela Sociedade Humanitária para relatar sobre os abusos sofridos pela cadela Montage, corroborou as agressões.

Um abaixo-assinado online está tentando pressionar o promotor do caso a dar a Matthews a pena máxima para a acusação originala – crime de crueldade animal agravado. Mas Marcie Willms disse estar satisfeita com a sentença dada.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. “Ele deverá enfrentar 30 dias de prisão mais dois anos em liberdade condicional, segundo informações do jornal Denver Post. Ao adestrado também não será permitido ter a acesso a qualquer animal durante esses dois anos. Matthews terá ainda que se submeter a uma avaliação da saúde mental e uma investigação pré-sentença.”

    Se o Brasil fizesse metade disso… Que bom que os cães estão bem!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>