• Home
  • Unidade móvel vai vacinar e esterilizar animais em Porto Alegre (RS)

Unidade móvel vai vacinar e esterilizar animais em Porto Alegre (RS)

0 comments

Numa demonstração de sensibilidade para a causa animal, a Prefeitura de Porto Alegre anunciou nesta segunda-feira, 10, o acordo firmado entre a Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda), e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) “para tratar da saúde dos animais domésticos que vivem nas comunidades em condições de vulnerabilidade”.

A partir do dia 21 de outubro um motor home (Unidade Móvel) doado pela Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) começa a operar “totalmente equipada para realizar exames laboratoriais e nutricionais, procedimentos pré-operatórios e esterilização de cães, gatos e cavalos”. O trabalho envolve, ainda, a conscientização das comunidades sobre a necessidade de evitar proliferação animal e de utilizar o serviço 156 da prefeitura para denunciar maus-tratos.

O projeto, chamado de Unidade Móvel I, envolverá em torno de 50 pessoas, entre técnicos da Seda e professores e alunos da Faculdade de Veterinária da Ufrgs, tanto na parte de saúde pública, como no levantamento do número de animais abandonados.

Pelo convênio, na primeira fase do projeto, as vilas Chocolatão, Santa Terezinha e Bernardino Silveira Amorim e os loteamentos Arco Íris e Bela Vista irão receber a Unidade Móvel.

O prefeito destacou a importância da parceria com a Universidade que dá credibilidade e respaldo científico para o projeto. De acordo com Fortunati, o acordo marca uma nova etapa nos trabalhos da Seda e da cidade. “Não se trata unicamente de tratar da saúde animal, mas de um olhar diferenciado sobre a qualidade de vida de Porto Alegre”.

Carlos Alexandre Netto, reitor da Ufrgs, ressaltou que com esta parceria a instituição está cumprindo sua missão de proporcionar atendimento in loco com seus melhores quadros. Ele agradeceu também à primeira-dama por ter oferecido este desafio à universidade, “certo de que este é o primeiro de uma série de convênios que serão firmados para defender os direitos animais”.

O projeto tem dois objetivos essenciais: saúde pública e educação. “A partir de agora nosso trabalho terá caráter científico que possibilitará um levantamento do número de animais que vivem nas ruas, e quais suas reais condições de sobrevivência, um acompanhamento de saúde e a castração para evitar a superpopulação em Porto Alegre”, destacou a primeira-dama Regina Becker, voluntária responsável pela Seda.

Fonte: Jornal Já 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. PARABÉNS AO SR. PREFEITO DE PORTO ALEGRE POR ESSA INICIATIVA. SOMENTE COM AÇÕES POSITIVAS É QUE PODEREMOS MUDAR A SITUAÇÃO DOS ANIMAIS ABANDONADOS E MALTRATADOS. TODAS AS CIDADES PODERIAM TOMAR COMO MODELO ESTA BELA ATITUDE DA PREFEITURA DE PORTO ALEGRE.

  2. Tô pagando pra ver isso tudo acontecer. Se regular com Curitiba não vai acontecer nada. E aqui a UFPR não é sinônimo de credibilidade alguma, muito pelo contrário.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>