• Home
  • Ativistas querem audiência pública para discutir criação de centro para elefantes

Ativistas querem audiência pública para discutir criação de centro para elefantes

2 comments

Por Natalia Cesana  (da Redação)

Foto: AP

Grupos em defesa dos direitos animais solicitaram recentemente ao Conselho Municipal de Fellsmere, cidade que pertence ao condado de Indian River, na Flórida, EUA, que seja agendada audiência pública sobre a criação do Centro Nacional do Elefante, um rancho voltado para a criação e abrigo, instalado numa área de 225 hectares ao sul do Canal C-54, conforme informou o site TCPalm.com.

A Sociedade Humanitária dos condados de Vero Beach e Indian River apresentaram a proposta, que deverá ser concretizada antes da Comissão do condado de St. Lucie, que no ano passado estava procurando uma área de 326 hectares na fronteira com o condado de Okeechobee. St. Lucie aprovou o projeto, mas ao incluir algumas condições como a proibição do uso de ganchos ou guias, fez com que os interessados procurassem outro lugar.

“Enquanto os moradores, representantes do governo e grupos em defesa do meio ambiente de St. Lucie estavam promovendo um fórum público para a comunidade sobre como manter os elefantes, os moradores de Indian River não tiveram a oportunidade de debater ou explorar o assunto”, disse um comunicado da Sociedade Humanitária.

O prefeito de Fellsmere, Jason Nunemaker, disse que o Conselho Municipal já realizou uma audiência quando aprovou o zoneamento agrícola. Construir o Centro Nacional de Elefantes antes de uma audiência pública para um uso já aprovado, ele disse, determinaria regras especiais para apenas um usuário.

O diretor da Comunidade Municipal para o Desenvolvimento, Mark Mathes, disse que analisou e aprovou o plano do centro, um dia após de submetido.

O Serviço de Águas também autorizou a construção de um reservatório, depois de dois meses de análise.

“Apesar da enormidade do plano do centro de elefantes, alguns entraves estão sendo colocados por causa do processo de licenciamento, que está sendo guardado em sigilo por talvez levantar uma enorme bandeira vermelha”, disse Don Anthony, porta-voz da Fundação de Direitos Animais da Flórida.

Mas Ed Garland, porta-voz do distrito de Palm Bay, disse que a instalação do centro é algo rotineiro, como lagoas de água potável para os animais. “Elefantes não têm nada a ver com nossas avaliações. É como qualquer gestão de água”, disse Garland.

Rick Borangi, presidente do Centro Nacional do Elefante e diretor do Zoológico de Houston, disse que o centro pretende servir como um espaço para elefantes “aposentados”, para elefantes que estejam sozinhos e como criadouro de filhotes cujo destino será o zoológico.

A posição da Sociedade Humanitária é que tais atividades são mais apropriadas no habitat natural do animal.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para claudia moschini Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Os elefantes merecem um pouco de conforto e dignidade, já que o homem tem invadido seu espaço natural e eles se sentem cada vez mais acuados e indefesos diante desta situação.

  2. Concordo com MariaS Queiroz,dignidade já eles sofrem com a caça com circos como meio de transporte até com jogadores de polo e pintores na tailandia é muita humilhação.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>