• Home
  • Cadela muito dócil com histórico sofrido aguarda um novo lar em SP

Cadela muito dócil com histórico sofrido aguarda um novo lar em SP

9 comments

Rita
rita.maga@ig.com.br

Foto: Divulgação

Como muitos de vocês sabem, amo animais, e sempre que posso recolho aqueles mais necessitados e tento arrumar um lar pra eles.

Venho hoje apresentar-lhes a Mel, essa cachorrinha tem história: quando nasceu vivia no conforto, dormia na cama, comia a melhor ração e era muito paparicada, até que um dia, na casa que ela morava, apareceu um pedreiro e se apaixonou pela cachorrinha, como era filhote a Ex-tutora dela a doou, a partir desse dia a vida sofrida dela havia dado inicio, o rapaz não dava comida boa, nem muito menos carinho, como todos sabem cães filhotes são arteiros e gostam de brincar, como fazia um pouco de bagunço e era feliz com o que tinha (humildes sempre), mesmo sendo um meia velha ou um plástico sujo, mas brincam com o que tem nas pastas e dentes. O tutor dela a prendeu em uma corrente de um metro ou até menos, deixando-a dia e noite la, nem sempre com água e comida. Podia fazer chuva ou sol ela continuava la, em uma casinha minúscula que mal cabia metade dela.

Foi quando tomei iniciativa e começamos a tratá-la sem esse ser (que pra mim não se trata de um humano) saber, colocávamos ração pelo portão, jogávamos água com uma jarra e tentávamos ajuda-las com o que conseguíamos, até que finalmente consegui conversar com ele. Convenci a trocar de casinha conseguimos a doação de uma visinha que tinha uma casinha maior parada entregamos pra ele, e com isso conseguimos nos aproximar um pouco mais dela. Foi quando me apaixonei por ela, meiga, ama carinho e adora brincar.

Tudo estava indo, pelo menos fome não estava mais passando, mas ela ficou no cio e um cachorro cruzou com ela, foi aquela correria o tutor gritando que iria jogar tudo na rua inclusive ela, não sou a favor de tirar os filhotes mas não tive escolha, entre ficar 5 cachorros na rua passando necessidades e tirá-los, resolvemos levá-la para castrar, não teve problemas pois estava com 10 dias depois do cruzamento. Então foi mais tranquilo. Que Deus nos perdoe se fizemos errado, mas não teríamos condições de ficar com ela e os filhotes.

Depois de castrada e vacinada, fomos acompanhando, compramos cobertorzinhos e já tínhamos mais liberdade com ela, tudo ia de vento em polpa, foi quando ela mordeu um sapato no quintal, o tutor dela surtou, bateu nela e disse que não queria mais aquele “demônio” nome que ele chamava a cachorrinha. Resultado, levou ela para uma obra (ele é pedreiro) que ele estava trabalhando, não sabemos aonde ela ta nem como está. Isso me da cada dia mais desespero. Porque a casinha dela continua no quintal que ela vivia, então ela deve estar no chão, sem comida, sem a casinha e sem nenhum pano.

Não tenho como ficar com ela já temos 4 cachorros e minha avó que mora comigo não gosta de cachorros, não tenho onde colocá-la. Se alguém tiver ao menos um local para abriga-la até eu conseguir um lar definitivo pra ela, eu agradeço. O que não posso é ficar sabendo que ela está sofrendo e está longe sem saber o que acontece ao certo.

A veterinária disse que ela deve ter em torno de oito meses, é mestiça com york shire, pois ela é peluda, toda cinza na foto eu mandei tosá-la pois os pelos estavam todo com nó, porte médio, mas ela é muito dócil.

Por favor, repassem pra quem puder e fiquem à vontade para me ligar.

Contatos:

Luciane – (11) 8334-1704
Rita – (11) 9880-4997  –   rita.maga@ig.com.br

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. caramba.. de cortar o coração… tadinha, nem sabe o porque desse sofrimento.. um sapato? isso é motivo pra maltratar um inocente?? ela é LINDA!!! Deus é mais.. voce vai encontra-la e conseguir uma adoção.. juro que se não morasse tão longe de SP ficaria com ela…

  2. TAMBÉM NÃO ENTENDI, VCS NÃO SABEM AONDE ELA ESTÁ E QUEREM DOÁ-LA OU VCS A ENCONTRARAM E ESTÁ COM VC VCS PARA DOAÇÃO? PELO TEXTO NÃO DÁ PARA ENTENDER.

  3. Ela quer achar um lar para a cachorrinha e é claro, retirar da tal obra. Espero que a cachorrinha esteja lá ou tenha sido adotada por outra pessoa.
    Infelizmente a pessoa adota o filhotinho bonitinho, não ensina nada, e depois que o probrezinho dá trabalho, é rua com ele. Nojento!

  4. Tenho espaço de sobra em minha casa…pode deixar ela aqui ate arrumar um dono…prometo que seras bem alimentada e recebera bastante carinho, tenho uma Chow Chow onde tambem estava na rua e uma protetora me deu ela de presente entao apartir desse dia resolvi que vou ajudar em tudo que eu puder a qualquer animal pq ela é minha felicidade.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>