• Home
  • Mais de 60 baleias são avistadas no litoral de SC

Mais de 60 baleias são avistadas no litoral de SC

0 comments

Foto: Reprodução

A temporada de baleias-francas no litoral catarinense começou no mês de julho, e, nesta quinta-feira (1), a equipe de pesquisadores e voluntários do Projeto Baleia Franca/Brasil efetuou vários registros que marcam o início do ápice da migração desses animais que saem da Antártida e vêm para o Brasil em busca de águas mais quentes para a reprodução e amamentação de seus filhotes.

Os 65 indivíduos, incluindo 24 filhotes, foram avistados durante o monitoramento terrestre em grande quantidade na Gamboa (Paulo Lopes), Ibiraquera, Praia do Porto, Itapirubá Norte (Imbituba) e Florianópolis. Na capital, os locais onde os animais foram avistados são a praia do Santinho, Pântano do Sul e Praia dos Açores, totalizando 12 baleias. Segundo Paulo Flores, Analista Ambiental do Centro Mamíferos Aquaticos/ICMBio, um fato especial chamou a atenção de quem avistava os animais no Santinho, “esses mamíferos vêm até Santa Catarina com o objetivo de reproduzir e amamentar seus filhotes, e quem estava na praia pode conferir a presença de um grupo de cinco adultos em socialização e observação nítida de tentativa de cópula”.

De acordo com a Diretora de Pesquisa do Projeto Baleia Franca, Karina Groch, a expectativa nesta temporada reprodutiva é de que o número de baleias-francas visitando o Sul do Brasil seja de mais de 100 indivíduos, podendo se aproximar de 143 indivíduos, número de baleias catalogadas pelo PBF/Brasil há três anos. A projeção é proveniente do ciclo trianual de retorno da espécie às áreas de reprodução, que vem sendo constatado pelo Projeto Baleia Franca.

“Nossos estudos de censagem e foto-identificação a partir de sobrevoos realizados desde 1987 evidenciam que as baleias-francas obedecem um ciclo trianual de migração para as áreas de reprodução. A maior parte das fêmeas que visitaram nosso litoral em 2008 para procriar podem retornar neste ano para o nascimento de um novo filhote. Este ciclo obedece o período de um ano de gestação, um ano de amamentação e um ano de recuperação física das fêmeas para gerarem um novo filhote” explica Karina.

A equipe do PBF/Brasil realizará ainda em setembro o segundo voo sobre o litoral sul do país. Este será o principal voo da temporada que permitirá verificar a quantidade total de baleias que visitam o litoral de Santa Catarina este ano. O objetivo é fazer o monitoramento dos animais e a realização de estudos de dinâmica populacional, obtendo informações sobre quantidade de indivíduos existente, essenciais para a conservação da espécie. “No caso das baleias-francas, em função das características da espécie, ampla distribuição e hábitos costeiros, estas informações são obtidas através do monitoramento aéreo, permitindo a amostragem de uma área bastante extensa em pouco tempo, otimizando os resultados” disse Karina.

Reconhecendo uma baleia-franca

A baleia franca austral, cientificamente chamada de Eubalaena australis, é uma espécie bastante dócil, nadando geralmente muito próxima à praia, logo após a arrebentação das ondas. Além das calosidades típicas existentes na cabeça, as baleias-francas caracterizam-se por possuir o corpo predominantemente preto, apresentar nadadeiras peitorais em formato trapezoidal, cauda larga e pontuda. Podem pesar mais de 70 toneladas e atingir 18 metros de comprimento. Os filhotes nascem após um ano de gestação, com cerca de 4,5 a 6 metros de comprimento, pensando 5 a 6 toneladas e permanecem com a mãe durante todo seu primeiro ano de vida.

Exposição de cauda e nadadeiras peitorais, além de borrifos em forma de “V”, são comportamentos bastante comuns facilmente observados a partir da costa, e que costumam atrair turistas para a observação das francas. No período de inverno, a maioria dos indivíduos avistados consiste de pares de fêmea e filhote, porém indivíduos adultos solitários ou em grupos sociais também têm sido observados, em número crescente em Santa Catarina.

Fonte: Portal Clica Tribuna

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>