• Home
  • 89% dos diagnósticos de calazar em Teresina (PI) são falsos

89% dos diagnósticos de calazar em Teresina (PI) são falsos

0 comments

(da Redação)

O médico infectologista Carlos Henrique Nery Costa, diretor do Hospital de Doenças Tropiciais Natan Portela, contesta os resultados dos exames para diagnóstico de calazar que estão sendo feitos no Centro de Zoonozes de Teresina (PI). O médico estima que 89% dos resultados positivos estejam errados.

Na verdade, segundo o infectologista, o resultado positivo é um falso positivo. “O mais grave é que se está jogando a ciência no lixo. Eu recomendo que os tutores de cães façam um exame de contra prova em laboratório particular ou no Hospital Veterinário da UFPI”, afirmou.

A coordenadora do Centro de Zoonozes, Rosângela Cavalcante, afirmou na tarde de ontem (23) à equipe da TV Cidade Verde que nenhum funcionário da instituição iria comentar o assunto.

Porém, o presidente da Fundação Municipal de Saúde (órgão a quem o Centro de Zoonozes é vinculado), Pedro Leopoldino, afirmou na manhã de hoje (24) que o médico Carlos Henrique Nery Costa sabe que o falso positivo é perfeitamente possível e esperado que aconteça.

Segundo Pedro Leopoldino, “o exame indireto significa dizer que a pessoa ou animal já teve contato com a contaminação, o que provocou a produção de anticorpos mas não desenvolveu a doença”. Ele afirma que isso é possível tanto em animais como em seres humanos.

 

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>