• Home
  • Ibama resgata gavião-real vítima de caça no município de Parintins (AM)

Ibama resgata gavião-real vítima de caça no município de Parintins (AM)

0 comments

Gavião-real macho transferido de Parintins para o Ibama de Manaus (Ibama/Diogo Faria)

O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) recebeu nesta semana um gavião-real que havia sido resgatado no município de Parintins (AM).

O animal foi vítima de caça e estava há 45 dias sendo mantido nas estruturas do escritório do Ibama naquele município. Em Manaus, ele será encaminhado para o Programa de Conservação do Gavião-real (PCGR) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

Segundo o analista ambiental do Ibama, Diogo Faria, o animal será avaliado e, se possível, retornará para a natureza. Caso não seja possível, ele poderá ser encaminhado para um centro de pesquisa na região sudeste.

Conforme Diogo, o gavião-real resgatado é um macho jovem. Ele destacou que o gavião-real é uma espécie ameaçada de extinção e é muito caçada.

Presas

De acordo com informações do site do PCGR, o gavião-real (Harpia harpyja) é considerado a árvore se rapina mais possante do mundo. Isto por causa de suas garras que alcançam até seis centímetros de comprimento e a força de suas patas que lhe dá uma capacidade de carga igual ao seu próprio peso.

Uma de suas características é uma crista de penas em forma de coroa no topo da cabeça que o identifica como gavião-real. A ave por atingir 2,05 m de envergadura (medindo da ponta de uma asa a outra). Trata-se de caçador solitário.

É um animal discreto que não vive em bandos (grupos) e não é facilmente avistado na mata, vocalizando apenas em momentos de reprodução e em comunicação com o filhote. As principais ameaças ao gavião-real são o desmatamento e a caça.

Sua principal alimentação são mamíferos de médio e pequeno porte, como preguiças e primatas e aves. Na reprodução, tem um filhote a cada dois ou três anos.

Com informações de A Crítica

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>