• Home
  • Animais marinhos aparecem na costa litorânea do RS

Animais marinhos aparecem na costa litorânea do RS

1 comments

Foto: Reprodução

Na última segunda-feira (1º de agosto) a Patrulha Ambiental (Patram) registrou o aparecimento de um leão marinho na costa do mar de Imbé, próximo a guarita 129, em balneário Presidente, no RS. O animal estava em bom estado de saúde e respirando normalmente.

De acordo com a estudante de biologia marítima do Ceclimar Alice Pereira “é comum o surgimento de animais marinhos nesta época do ano, pois migram para cá em busca de alimento. No entanto, alguns aparecem e ficam por aqui, devido ao cansaço da viagem ou também, por estarem fracos ou machucados” salienta a estudante.

Foto: Reprodução

Outro caso de aparecimento de animal marinho registrado pela Patrulha Ambiental é o de uma foca encontrada na beira-mar da praia de Cidreira. O animal estava aparentemente cansado e respirando com dificuldade. No sábado por volta das 13h, a equipe do jornal Dimensão fez contato com a Brigada Militar de Cidreira para avisar sobre o caso, no entanto, de acordo com o órgão, o Ceclimar já teria sido avisado e estaria a caminho para remover o animal. Contudo, passado todo o final de semana, a foca permanecia no mesmo lugar e, de acordo com moradores, ela estava cada vez mais fraca e debilitada.

A veranista que tem residência próxima à beira-mar Mariana Silveira, conta que apesar de ela mesma ter ligado para a Brigada Militar e para a Patram, nada foi feito para auxiliar o animal que estava fraco. “Entrei em contato com os dois órgãos e nada foi feito. Tive a informação que o Ceclimar já estava a caminho, mas pelo visto a BM ignorou o meu chamado, pois se passaram dois dias e nada foi feito para salvar o animal, o que é lamentável e muito triste” conclui.

No mesmo dia, foi encontrado também na beira-mar de Tramandaí, um Leão Marinho próximo a guarita 147. O animal estava com a respiração ofegante e se refugiava junto ao muro do calçadão. Até o registro das fotos, embora conhecendo o caso, nenhum órgão havia ido até o local para examinar a espécie.

Fonte: Jornal Dimensão

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Sabem o que é trágico nisto tudo: o fato do municipio, estado, e universidade não colocarem placas informando o nr da patrulha ambiental…e o fato das pessoas, dos pérfidos e ignorantes locais, não buscarem ajuda IMEDIATAMENTE quando veem estas cenas. Recentemente, dia 31/08, outro leão marinho de igual medida, estava na praia de Capão da Canoa… e as pessoas iam de carro como se fosse um “circo”ver a agonia do enfraquecido bichinho. Mas ninguém ligava ou buscava ajuda, por ignor}çancia e porque o estado é mal gerido, o estado não faz o trabalho digno de ao menos, disponibilizar publicamente tais numeros para quem quizer ajudar poder ligar de imediato. o Leão de Capão teve mais sorte: eu liguei para o resgate…depois de tentar ver “quem” o poderia salvar… e 30 minutos depois, ele foi recolhido.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>