• Home
  • Traficantes de carne de cachorro são condenados, nas Filipinas

Traficantes de carne de cachorro são condenados, nas Filipinas

14 comments

Foto: ALF

Quatro homens foram condenados em Baguio City, nas Filipinas. Demetrio Palawi, Rogelio Miana, Jun Jun Bugayong and Marlon Barte vão passar um ano atrás das grades além de receber uma multa de R$11.010. Todos os réus admitiram ser culpados do crime.

Eles foram presos em novembro do ano passado quando transportavam 30 cães, que já haviam sido assassinados e preparados para serem vendidos para comerciantes locais e restaurantes que oferecem esse tipo de carne.
A Animal Kingdom Foundation (AKF), uma organização não-governamental que trabalha contra a crueldade animal, disse que a condenação foi a primeira relacionada ao comércio ilegal de carne canina.

Segundo o assessor de educação da ONG, Ivy Joy Buenaobra, trata-se de uma vitória para os defensores do bem estar animal.

“Isso mostra que a lei funciona. A lei não é apenas boa em papel mas também na prática. Isso prova que podemos confiar novamente no nosso sistema legal.”

AKF é uma afiliada local do International Wildlife Coalition Trust (IWCT), do Reino Unido. Ela ajudou a polícia de Cordillera em sua campanha contra o comércio ilegal de carne canina na cidade e em áreas adjacentes, onde esse tipo de carne é considera uma iguaria.

“Esse caso abre novas fronteiras e estabelece um precedente legal já que é a primeira vez que conseguimos uma sentença de cadeia sob a Lei Anti-Raiva e o Estatuto do Consumidor”, disse o advogado da AKF Heidi Marquez-Caguioa, Sheena Clavel, assistente de projetos educativos da AKF, disse que cães vendidos em Baguio City, Benguet e outras províncias de Cordillera vem do sul de Tagalog. Muitos dos cães morrem sufocados nos veículos, já que seus focinhos são amarrados com fita ou barbante, muitas vezes com latas, durante uma viagem para Baguio que dura 10 horas.

“Muitos residentes em Calabarzon (Cavite, Laguna, Batangas, Rizal and Quezon) não comem carne canina, por isso eles a vendem para esses comerciantes”, disse Clavel. Os cães chegam a custar R$73 cada. “Quando eles são transportados, eles são carregados escondidos em veículos para evitar apreensão”, ela disse.

Fonte: Inquirer News

About the Author

Follow me

Blogger, jornalista, videomaker, ativista vegano.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Pessoas que não tem empatia para com os animais, consequentemente não estão em equilíbrio com a natureza me dão pena, muita pena!

  2. É horrível, ainda mais vendo a foto. Mas… apesar de ser totalmente contra qualquer crueldade a animais, e não ser vegetariana, acho tão normal comer um cachorro quanto uma vaca, um frango. Não faço apologia ao vegetarianismo, mas é tudo bicho. A diferença é quem tem uns mais bonitinhos que os outros. E esse pensamento é bem típico dos humanos (os bonitinhos devem ser salvos, os feios não).

  3. Concordo com a Juliana, não sou vegetariana, mas acho hipocrisia falar da crueldade com cães saboreando uma bela feijoada, frango assado ou picanha! Cada país tem sua cultura, cada povo tem seus costumes, uns comem frango, peixes, porcos, cães, cobras… Para os indianos somos abomináveis, afinal eles veneram as vacas. Cada um no seu quadrado.

  4. Essa imagem dói na alma! E que essa gente tenham só coisas ruins pra vida deles, ou que percam a vida! Deus que me perdoe e que perdoem eles porq eu não consigo!

  5. Acho que mudaram o fundo porque o cenário real era bem pior.
    Eu odeio ver esses seres tão iluminados nessas condições. As leis precisam ser realizadas ao invés de ficarem só nos papeis.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>