• Home
  • Incidência de gripe nos animais aumenta durante as mudanças de temperatura

Incidência de gripe nos animais aumenta durante as mudanças de temperatura

0 comments

Foto: Reprodução/ RP Online

Muitas vezes a vontade de manter o animal sempre limpo, com pelagem brilhante e, ao mesmo tempo, livre para brincadeiras, acaba sendo um problema para os cães e gatos. Conter o exagero no número de banhos, por exemplo, é uma medida simples que ajuda a prevenir a incidência de gripes durante o inverno.

As medidas preventivas também incluem evitar locais que deixem o animal exposto ao frio, vento e umidade. Em relação aos banhos, o ideal é usar sempre água morna e procurar os horários mais quentes do dia.

O principal problema da gripe canina é que os sintomas iniciais podem não alterar o comportamento do animal. Assim, é importante que os tutores estejam sempre atentos e, caso o animal apresente sinais de gripe, que procurem orientação veterinária.

Apesar de haver variação nos sinais clínicos em todos os tipos de doenças, os sintomas mais evidentes de um cão ou gato gripado são a tosse e o espirro, que podem persistir na falta de tratamento. Os animais ainda podem ter secreções nasais muco-purulentas, desenvolver febre e falta de apetite, o que pode evoluir para uma pneumonia ou bronquite, se não tratada.

Para o tratamento das enfermidades respiratórias em cães e gatos, com presença de secreções, existem expectorantes disponíveis no mercado, mas é indispensável ministrá-los sob orientação médica.

Fonte: RP Online

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>