• Home
  • Deputada espanhola devolve entradas de touradas em protesto contra a crueldade animal

Deputada espanhola devolve entradas de touradas em protesto contra a crueldade animal

11 comments

Por Danielle Bohnen (da Redação)

A deputada Rosa Pérez Garijo (EUPV), enviou uma carta ao presidente da Câmara de Valência, Espanha, Alfonso Rus, na qual comunica que decidiu devolver as entradas para as touradas da festa “Feria de Julio”, já que seu partido “é contrário a que espetáculos de tal natureza, de óbvio maltrato animal e morte, sejam permitidos e, principalmente, financiados com dinheiro público”, conforme informa AnimaNaturalis.

Foto: Reprodução/ AnimaNaturalis

O partido destaca que não pode aceitar as entradas para as touradas, “atendendo aos seus princípios e à crença firme de que tais espetáculos não deveriam acontecer e muito menos ser promovidos e subvencionados por parte das administrações públicas”. Garijo diz ainda que “se faz importantíssima e necessária uma mudança radical em permissão e apoio da administração pública às festas com touros”.

A deputada questiona ainda os critérios nos quais Rus se baseou no momento de dar as entradas, “porque parece que presentearam entradas de todas as touradas, exceto de José Tomás [toureiro espanhol], quem parece ser o matador mais esperado”.

“Não é somente intolerável permitir a realização de tais espetáculos, como presentear as entradas”, afirma.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Que seja uma tendencia, essa do povo e seus governantes não aceitarem mais esse tipo de atividade, que nada tem a ver com um país que deseja ser desenvolvido, justo e ético!

  2. no clipe de musica da madonna take a bow, de 1994, a tourada retratada como algo que não causa sofrimento ao bicho, como se fosse uma apresentação de balé ou algo assim.
    e no fim das contas esse Rus não respondeu a pergunta da deputada.

  3. Infelizmente vemos que a cultura dos antepassados, a qual usava da crueldade e do sofrimento dos animais para obter diversão, continua até hoje mesmo em países que se dizem “desenvolvidos” como a Espanha. É simplesmente lastimável a postura de conformidade do Estado frente à isto. Claro que, critico sim a Espanha, mas tenho claro em mente a vergonha que o meu próprio país representa para a ética humana e animal.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>