• Home
  • Tutora pede ajuda para cadela com problemas de coluna, em SP

Tutora pede ajuda para cadela com problemas de coluna, em SP

3 comments

Regina Borelli
regina_borelli@bol.com.br

Foto: Arquivo Pessoal

Recebi pelo orkut este pedido de ajuda para uma bernarda Moly, em São Bernardo (SP)

São vários os problemas aqui abaixo relatados, porém, vamos nos concentrar em ajudar a cadela. Deixa a irresponsabilidade de sua tutora em cruzá-la de lado, por mais que dê raiva. Pelo que entendi, sem preparo algum, por ser “criadora de quintal”, não levou a cadela para ser avaliada por um veterinário antes de procriar. Pelo menos ela ainda tem casa, tutora, alimento, carinho, cuidados, enfim, não foi nem será abandonada. Quem quiser desabafar sua raiva após ler lá embaixo, escreva para mim, podem desabafar a vontade, mas comigo. Não a escurracem por favor. Eu não a estou defendendo, sequer a conheço, eu apenas quero o bem da cachorra Moly.

Como podemos ajudar?

A cadela precisa de muitas coisas, como fraldas, lenços umedecido, luva, pomada, medicamentos, cadeira de rodas, dinheiro para exames, consultas e acupuntura, creio que um colchão para dormir bem gostoso, toalhas para limpeza e até a indicação de outro veterinário.

Alguém tem experiência com esse tipo de caso e pode ajudar, nem que seja dando algum palpite ou sugestão?

Quem sabe também levar um pouco de carinho para a Moly e um ombro para sua tutora? Fazer também nesta oportunidade uma conscientização bem elaborada, não é empurrar os conceitos da proteção e sim conscientizar.

Os bebês, se tiverem alguma chance por terem sido gerados com de raios-X e medicamentos, podem nascer mortos ou defeituosos.

Vamos precisar de alguém da rede de amigos da proteção para nos nortear do que está sendo feito, como está, o que é preciso, etc.

Eu sou de Campinas (SP), então não posso ver a cachorra de perto, pois ela está em São Paulo.

Ainda não tenho o endereço e fone de contato, estou aguardando. Só sei que é de Sampa mesmo.

Quem se interessar em ajudar de alguma maneira, me escreva porque já posso estar com o contato dela.

Depoimento da tutora da Moly :

“Ninguém imagina viu o que estamos passando, ela tem 2 anos e meio, super ativa. A levamos para cruzare ela voltou mancando, como o macho tem 100 kg e ela 60 kg achamos que podia ter sido o peso, mas em dois dias parou.

Há alguns dias, ela estava correndo aqui dentro com as crianças e saiu para a garagem para ver o lixeiro passar, quando fui atrás para manda-la voltar, ela já veio se arrastando. Achei que ela estivesse escorregando no xixi. Eu chamei muito, mas ela não levantava, então me desesperei e fui um procurar veterinário, mas já era noite. Então voltei para casa e tentei esquenta-la, pois achei que foi choque térmico e procurar veterinário pela manhã.

No dia seguinte, a levei na USP. O cirurgião ortopedista não disse se era grave ou se ela voltaria a andar. Mandou dar 3 medicamentos, acupuntura e fisioterapia. Passaram uma sonda para ela fazer xixi. Disseram que era herni de disco, que já tinha predisposição para isso e com o cruzamento, piorou.

Fizemos vaquinha para pagar a consulta e os medicamentos. Achei fisioterapeuta e acupunturista, por 40 reais. Mas o médico disse que estava errado, que não deviam ter prescrito o tratamento sem terem um diagnótico preciso e que ela deveria fazer raio-x, pois sem o lugar preciso da lesão não tem como tratar.

Aí percebi que havia sido enganada na USP, pois o acupunturista me disse que os medicamentos que ela estava tomando não tem nada a ver com o problema dela. Então ele me orientou a buscar uma segunda opinião.

Levei em outro veterinário, que pediu o raio-x para ver o problema dela. Cada chapa custa 40 reais, ela precisou de três, pois ela é grande e o aparelho não pega a coluna dela inteira. Ele mudou todos os medicamentos e pediu uma cadeira de rodas, que custa 300 reais e uma tomografia que custa 800 reais. Ela já stá usando fralda geriátrica, pois a sonda escapou, gato mais ou menos 1 pacote por dia, pomadas para assadura, lenço umidecido, luvas e medicamentos: Tramal para dor, vitamina, corticóide e antibiótico.

Não temos cheque nem cartão, estamos arrecadando com quem possa nos ajudar. Todo o tratamento saiu completamente do nosso orçamento. Os médicos disseram que ela perderá os filhotes, caso estaja grávida e há poucos dias descobrimos que ela já passa dos 40 dias de gestação. Tivemos de usar o dinehiro para comprar a cadeirinha, para fazer o ultrassom, que custou 95 reais.

bservamos uma pequena melhora na pata direita, tem consegido firmar, mas ainda não consegue segurar as fezes e a urina. O que me preocupa é que o ânus dela está muito inchado, não sei se ela conseguiria ter os bebês. Marlene”

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Não é hora mesmo de julgar a pessoa, e sim de ajudar de alguma maneira! Vou divulgar isso no FB, espero que alguém possa ajudar dando 1 acompanhamento ali e que se consiga o contato dela e alguém que verifique a situação in loco 😉

  2. Ola Regina, se for uma história veridica eu com certeza tenho interesse em ajudar, pode me contatar sim. Mas peço que veja se a história corresponde pois ah varios casos de pessoas usando a boa vontade dos outros, sei que me entende e já deve ter visto alguns desses casos! Enfim, a Moly precisa de cuidados e o que somos nós sem a compreensão das pessoas.
    Aguardo retorno!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>