• Home
  • Moradora de rua vive com cinco cães em terreno baldio, em Curitiba (PR)

Moradora de rua vive com cinco cães em terreno baldio, em Curitiba (PR)

5 comments

Viviane Roesler
vrcr@ig.com.br

Eu fui até o local onde está a D. Maria Joana, Tia Jo, como é conhecida no local. Ela está no Bairro Alto, em Curitiba (PR) e este caso a cada dia esta ficando mais complicado, pois os vizinhos não estão gostando nada dos 5 cães o dia todo perambulando naquele pedaço de rua, porque eles tentam entra nas casas. O meu medo é que sempre tem um ignorante no meio e a gente nunca sabe o que pode acontecer.

A história é bem complicada. Ela morava em uma casa com a família, o marido e os 3 filhos, porém há alguns anos o marido faleceu, um dos filhos também, outro preso e condenado, o terceiro sumiu no mundo. Ela foi viver com outro senhor que faleceu agora em janeiro e acabou despejada da casa que morava próximo dali, acabou voltando para a rua onde morava e esté vivendo em um terreno na beira do rio, sem nenhum abrigo. Ela e cinco cães.

Infelizmente a Tia Jo é alcoolica, oque derruba as chances de a gente conseguir uma colocação para ela e os cães em alguma chácara, ou algo assim, percebe-se ao conversar com ela que já acostumou com esta vida. A D Cecilia que mora em frente do terreno e esta prestando ajuda do jeito que pode, acredita que a melhor solução seja conseguirmos um local para os cães e depois quem sabe ela concorde com a internação para tratamento.

Foto: Divulgação/ Viviane Roesler

No momento, ela diz que não pode abandonar  os cães, alguns vizinhos já ofereceram abrigo a ela, mas não aos cães, então ela prefere continuar ao relento. Ela mesmo afirma que precisa se tratar, mas diz que não pode deixar os amigos no abandono.

Eu levei ração, potes e alguns cobertores para tentar minimizar a situação, mas é dificil, pois o colchão dela fica entre as árvores, não tem nenhum tipo de cobertura, quando chove e é claro deve ter molhar tudo.

São cinco cães, não estão doentes e nem magros, uma fêmea de porte medio e 4 machos, sendo que um é pequeno e de pelo duro arrepiado, os outros 3 são porte medio, tem o Negão um cachorro muito bonito, mestiço de labrador, forte e encorpado e muito, muito esperto.

Enfim, somente com a colaboração de outras pessoas poderemos resolver a situação, eu me proponho a ficar com a fêmea (não posso pegar mais, pois já tenho 130 cães sob minha responsabilidade) e gostaria de saber se alguém poderia assumir algum dos machos, posso fazer o resgate e levar no endereço indicado.

Contato: Viviane 3365-8921

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para Shirlley Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Infelizmente, essa situação é comum. Essas pessoas que não tem nada, casa, comida, abrigo, parece que são as que mais se doam! A única coisa que posso fazer é pedir a Deus uma ajuda e um conforto, já que estou distante. É a minha maneira de poder ajudar nesse momento. Mas não posso deixar de admitir de saber que existem pessoas assim, ainda que numa situação delicada. Deus abençõe a ela, os cães e as pessoas que estão ajudam e as que irão também!

  2. Infelizmente, essa situação é comum. Essas pessoas que não tem nada, casa, comida, abrigo, parece que são as que mais se doam! A única coisa que posso fazer é pedir a Deus uma ajuda e um conforto, já que estou distante. É a minha maneira de poder ajudar nesse momento. Mas não posso deixar de admitir que gosto de saber que existem pessoas assim, ainda que numa situação delicada. Deus abençõe a ela, os cães e as pessoas que estão ajudam e as que irão também!

  3. Ela não tem nada mas tem algo que muito humano em situaçao privilegiada não tem – o amor aos animais, mesmo alcoolatra ela lhes dá amor, carinho e os alimenta, pois são muito bonitos. E se a prefeitura quiser poderá encaminhá-la a um centro de recuperação para que tenha mais uma chance de se reinteragar a sociedade e não abandonar os seus amiguinhos.É só alguém ter vontade de ajudar. Espero, de coração, que ela se reabilite.

  4. apesar de tudo, admiro a amizade dela pelos cães… poucas pessoas tem esse amor!é a prova de que a gente não precisa de nada para sobreviver, só dos nossos amigos. e nada melhor do que caes para ocupar esse lugar!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>