• Home
  • Ativistas salvam 520 cães que seriam encaminhados para matadouros na China

Ativistas salvam 520 cães que seriam encaminhados para matadouros na China

0 comments

Foto: AFP
Por Lobo Pasolini   (da Redação – em Londres)

Defensores dos direitos dos animais impediram 520 cães de acabarem no prato de restaurantes de Changchun, nordeste da China, numa operação rara no país, noticiou hoje a imprensa oficial.

O caminhão que transportava os animais foi bloqueado no fim de semana, por amis de 15 horas, em Tongzhou, arredores de Pequim, por mais de 200 ativistas, mobilizados através da internet pela Associação Chinesa de Proteção dos Pequenos Animais.

Depois de ver o alerta pelas redes sociais e blogs, centenas de ativistas chegaram ao local com água mineral e comida para dar aos pobre cães aprisionados. Algumas celebridades e estrangeiros também apareceram no local para ajudar.

Ao fim de 15 horas de negociações, a companhia responsável pelo transporte dos cães aceitou vender os animais para a ONG defensora de animais  por 11.500 yuan (1220 euros), disse o jornal China Daily.

Os animais viajavam há dois dias, sem água nem comida, e estavam sendo transportados para restaurantes de Changchun, a capital da província de Jilin, nordeste da China, afirmou Wang Qi, porta-voz da associação.

Qin Xiaona,disse que foi um “gesto de bravura” e acrescentou que a “sociedade deveria encorajar tais atos, apesar de seus riscos.”

Dez dos animais já estavam mortos e 100 apresentavam sinais de desidratação e de doenças infecciosas, acrescentou. Segundo o motorista, todos as semanas a sua companhia envia para Changchun “um caminhão cheio de cães”, disse Wang Qi. Os ativistas disseram que “muitos dos cães tinham sido roubados”.

A China tem uma lei para a “proteção da vida selvagem”, mas os animais de companhia – cada vez mais populares entre as famílias chinesas – não estão abrangidos por essa lei, denunciou um advogado citado pelo jornal China Daily.

O ativismo online, que está em ascensão no país, tem preocupado as autoridades chinesas por causa dos 450 milhões de usuários da internet e cerca de 100 milhões de micro-blogueiros.

A ação dos ativistas gerou um debate nacional. Apesar da demanda por carne canina, cada vez mais chineses passaram a conviver com animais em casa e os cães são seus favoritos. Por causa disso a cidade de Xangai já impôs um limite de um cão por residência para restringir a população destes animais.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. OS chineses se acham muito inteligentes, soberanos, mas não passam de uns coitados. Tantos países que tratam melhor os animais são devastados pela fúria da natureza, enquanto na china, eles se acham donos do mundo.

  2. Triste acreditar que eles tem coragem de se alimentar de um animalzinho tão dócil e inteligente como o cachorro! Aonde o ser humano vai parar??? Infelizmente fechamos os olhos para toda essa matança de animais q ocorre todos os dias, em todos os cantos do mundo… me sinto mal em olhar p mesa de comida e de algum modo fazer parte disso. Mas acredito q com o tempo as pessoas comecem a mudar o conceito de alimentação sem ter que causar sofrimento aos animais . Imagens como essa me afastam cada vez mais das carnes e acho q esse tipo de coisa deve ser divulgado para q as pessoas se conscientizem cada vez mais!!! Eu estou tentanto!!! =)

  3. Graças a Deus, isso é nojento, vindo do ser humano. A China tem uma história de acontecimentos horrorosos e não entendem porque? São maus e estão pagando caro, precisam abrir os olhos enquanto é tempo. Cachorros são pra nos amor.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>