• Home
  • Dois orangotangos mantidos acorrentados e confinados são resgatados dos maus-tratos

Dois orangotangos mantidos acorrentados e confinados são resgatados dos maus-tratos

10 comments

Por Vanessa Perez  (da Redação)

Jimo era mantido acorrentado (Foto: Reprodução/Redapes.org)

Jimo tem 9 anos de idade e é uma vítima do desmatamento e do comércio de animais na Indonésia. Ele viveu seus últimos anos de vida como um objeto, sem sentimentos e necessidades, em vários lugares e seu último “algoz” o deixou preso a uma corrente por mais de um ano.

Jimo antes do resgate (Foto: Reprodução/Redapes.org)

Em 17 de novembro de 2010, Jimo foi confiscado e transferido para um abrigo para orangotangos na Indonésia e assim foi liberto das correntes; estava desnutrido e muito abaixo do peso que deveria ter pela sua idade.

Jimo foi encontrado desnutrido (Foto: Reprodução/Redapes.org)

Recebeu alimento, proteção, atenção e cuidados que necessitava. Sua pele estava ressecada, devido ao fato de ter vivido ao relento por tanto tempo. Apesar de tudo que tinha vivido, era um orangotango dócil e adorava brincadeiras e carinho, tanto que rapidamente ganhou a amizade de outros macacos, depois de tanto tempo de solidão e privação.

Assista aqui ao vídeo do resgate de Jimo:

Raja tem oito anos de idade e é mais uma vítima do desmatamento e do comércio de animais na Indonésia. A tristeza em seus olhos é comovente e fácil de ser percebida.

Raja foi encontrada dentro de uma gaiola minúscula (Foto: Reprodução/Redapes.org)

Seu cativeiro é pequeno e não possui portas. Raja tem vivido neste cativeiro pelos últimos cinco anos.

Raja estende o braço em pedido de socorro (Foto: Reprodução/Redapes.org)

Em 28 de novembro de 2010, Raja foi confiscada e enviada para um refúgio de orangotangos em Sintang, Indonésia. Estava muito nervosa no momento do resgate e teve que ser anestesiada para que não passasse por tanto stress, além de todo sofrimento que já tinha passado. Seu cativeiro foi serrado pois não havia por onde entrar. Com a ajuda de locais ela foi retirada de seu calvário e levada ao refúgio.

Assista aqui ao emocionante resgate de Raja:

Seu resgate foi comemorado por todos e tudo era novidade para ela. Agora está a salvo em seu novo lar e livre de maus-tratos e sofrimento.

Raja recebe cuidados médicos após o resgate (Foto: Reprodução/Redapes.org)

Outros orangotangos precisam de ajuda

Infelizmente, Jimo e Raja não são os únicos a viver em cativeiro e em condições deploráveis em Bornéu. Manter estes animais em cativeiro é um costume do local e geralmente as condições higiênicas são extremamente ruins.

Uma fêmea e um macho são mantidos cativos aos fundos de um restaurante e nem sequer podem se tocar ou brincar, pois estão em jaulas distantes. Outros dois orangotangos vivem em uma pequena gaiola em um parque de diversões; eles nunca saem de lá e só possuem um ao outro para confortar. Jojo é outra vítima da exploração humana: ele ainda é um bebê e vive sozinho em sua jaula, quando deveria estar com sua mãe.

Todos eles necessitam urgentemente de ajuda.

Acesse REDAPES.ORG e ajude a salvá-los.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Quando será que a ignorância vai ser vencida?Não me conformo com a atitude de certos “humanos”,porém conforta-me saber que ainda podemos acreditar na espécie humana.

  2. Tudo paraece mentira, como ainda vemos essas atitudes ignorantes, é inaceitável, absurdo e covarde, esperamos mudanças urgentes.

  3. Que direito tem o homem de capturar e escravisar dessa forma animais sociáveis e senscientes? Como nós, eles possuem uma sociedade organizada e sentimentos de relacionamento e familia. É pura crueldade o que fazem a eles nesses paises subdesenvolvidos, em que são tratados como objeto sem direito a vida normal.
    Que tenham se encontrado em algum santuário ecológico e tenham um resto de vida digno.
    Um abraço.

  4. Quanta crueldade não tive coragem de ver os videos fiquei emocinada só de ler e ver as fotos magrinhos confinados ai senhor que o resto de suas vidas sejam abençoadas.

  5. são cenas que, se fossem com crianças e idosos o Mundo iria se voltar a eles para minimizar o sofrimento. Como são animais precisamos unir esforços tamanhos, regras e pareceres.

    Não dá para entender.

  6. Tem que ter o coração muito frio e fechado para fazer uma coisa dessa com um ser vivo. Infelizmente, não são todos que conseguem a liberdade, mas pelo menos, tem alguém lá na batalha diária tentando libertá-los.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>