• Home
  • Indígenas pedem bloqueio de estrada para proteger animais de atropelamentos

Indígenas pedem bloqueio de estrada para proteger animais de atropelamentos

4 comments

Estrada foi construída dentro da Reserva Indígena Waimiri-Atroari, mas indígenas querem preservar área com bloqueio (Arquivo A Crítica)

Uma média mensal de 70 a 150 animais de várias espécies morrem atropelados na BR-174, especialmente na área onde fica localizada a reserva indígena Waimiri-Atroari, no território do estado do Amazonas.

Este é um dos motivos que levam os indígenas a bloquear os 123 quilômetros da estrada que estão dentro da reserva.

A informação é de Marcelo Cavalcante, coordenador do programa Waimiri-Atroari, ao ser procurado pela reportagem do acritica.com para falar sobre a ação do governo de Roraima que pede o fim do bloqueio da estrada à noite, pelos indígenas, e que deve ser sentenciada este ano.

“São vários tipos de animais. Onça, paca, anta, jacaré, mucura. Inúmeros”, disse ele.

Segundo Cavalcante, o “fechamento” da estrada é uma medida para reduzir o trânsito na área para diminuir os atropelamentos dos animais e até mesmo dos indígenas.

“O animal tem hábitos noturnos. É uma restrição temporária. É uma medida de defesa ambiental tomada pelos indígenas porque se trata de uma reserva preservada, mas a estrada não fica fechada totalmente”, disse Cavalcante.

O trecho dentro da reserva indígena fica bloqueado entre 18h30 e 6h. Quem chega até às 18h30 pode atravessar a barreira.

“Se alguém sai de Manaus às 15h tem como passar pela estrada à noite. Dá tempo”, disse Cavalcante.

De acordo com o coordenador do programa Waimiri-Atroari a “polêmica” sobre o bloqueio da estrada é antiga, mas chegou à esfera judicial há quase três anos, em decisão tomada pelo governo de Roraima, que se considera prejudicado com a medida.

Segundo o coordenador, caso a justiça federal de Roraima acate a ação contra o bloqueio da estrada, os waimiri-atroari vão recorrer.

“O Ministério Público Federal está fazendo perícia para dar o parecer sobre o pedido de abertura da estrada. Mas acredito que isto ainda vai rolar mais para a frente. Se o parecer e a decisão forem a favor, vamos recorrer”, disse.

Com informações do acrítica.com

Nota da Redação: Após serem despejados de seus habitats pela ocupação humana, é fundamental que os animais sejam ao menos protegidos dos perigos das estradas. No entanto, infelizmente, esses mesmos indígenas que reivindicam o respeito à fauna ainda caçam animais para o consumo, tomando desses seres o direito à vida. Portanto, para que o discurso se torne coerente, o comportamento pela preservação da fauna local deve partir também, e primordialmente, da própria comunidade indígena.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Infelizmente os índios ainda são caçadores mas se fechar a noite ajudar a salvar os animais seria uma boa solução.É claro que os índios estão pensando em preservar a sua caça mas nem sempre as soluções são perfeitas.

    1. Vamos supor que vc precise se deslocar nesse trajeto altas horas da madrugada… uma necessidade, trabalho e etc, o que fazer? vai aguardar o dia amanhecer?
      Seu direito de ir e vir foi tolido?
      O direito do índio, é mais importante que o seu?

  2. Isso é PALHAÇADA, a vida entre os dois estados, as duas capitais não pode ser controlada por índios ou quem quer que seja, isso foi feito na epoca de bandidos políticos que não se preocuparam com a vida de milhões de habitantes dos dois estados. RIDÍCULO ISSO.
    Vamos solicitar então uma rodovia que não passe nessa desgraça de lugar. Onde já se viu!

    1. Quem determinou a TI foi os militares.
      No mais concordo com Voce a populacao da terra indigena é muito pequena, pra uma area tão grande

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>