• Home
  • Justiça nega liminar e Campinas é autorizada a abater capivaras

Justiça nega liminar e Campinas é autorizada a abater capivaras

9 comments

Manifestantes protestaram durante o carnaval contra o abate de capivaras, em Campinas (Foto: Reprodução/ EPTV.Com)

A Justiça decidiu que a Prefeitura de Campinas, a 93 km de São Paulo, poderá matar as 20 capivaras que estão confinadas no Lago do Café. A 2ª Vara da Fazenda Pública de Campinas negou liminar à Associação Protetora da Diversidade das Espécies (Proesp), que pedia a suspensão da morte das capivaras.

De acordo com a decisão da Justiça, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) já havia autorizado a matança desde março de 2009 com o objetivo de preservar a saúde pública. No entanto, a prefeitura optou por isolar os animais e criar um centro de pesquisa para o controle da doença. A medida não surtiu efeito, e um funcionário que tratava dos animais morreu em outubro do ano passado.

Na decisão, a juíza Eliane da Camara Leite Ferreira destaca que as autoridades sanitárias já optaram pelo abate como única forma de acabar com o risco da febre maculosa no local. Ela destaca que não há ilegalidade no abate das capivaras que justifique a concessão da liminar. A Proesp ainda pode recorrer da decisão.

Com informações do  G1

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. O ser humano sempre se achando superior aos outros animais e aí vem a Mãe Natureza e manda um recado aos Homens através do terremoto no Japão. Ser ser humano é uma coisa a outra é se achar superior quando não o é. Deixem as capivaras em paz!

  2. Pessoas com vírus da gripe, da aids etc, cuidado! Se essa moda pega!
    A decisão da juíza retrata muito bem o especismo praticado pela maioria dos seres humanos. Lamentável.

  3. O ser humano sempre se achando superior aos outros animais e aí vem a Mãe Natureza e manda um recado aos Homens através do terremoto no Japão. Ser ser humano é uma coisa a outra é se achar superior quando não o é. Deixem as capivaras em paz! (2)

    Absurdo!

  4. Acabar com as capivaras do parque não resolve o problema da doença. Ela é o reservatório natural da Rickettsia rickettsii (agente etiológico da Febre maculosa) e um dos principais hospedeiros naturais do carrapato-estrela (Amblyomma cajennense). Exterminando as capivaras e deixando os carrapatos infectados com a bactéria no ambiente do parque, eles irão procurar outros hospedeiros para se alimentar ( carrapato heteroxênico que necessita de três hospedeiros para completar seu ciclo de vida), lembrando que provavelmente o homem será um deles, e estes parasitos dificilmente serão controlados apenas com químicos aplicados neste local. O ideal seria manter as capivaras e colocar predadores naturais no local, como aves, além de aplicar produtos químicos nas capivaras. O trabalho de Educação ambiental junto à população e a necessidade de observar a presença de animais ao entorno do parque que podem ter a doença e ser parasitados pelo carrapato, também deve ser verificada, visto que estes artrópodes extrapolam os limites estipulados pelo homem (e pela própria justiça) no que se refere ao controle da doença. Carrapatos não respeitam cercas, são resistentes às drogas químicas, sugam sangue de diferentes hospedeiros, transmitem a febre maculosa para cães, bovinos, equinos, capivaras e seres humanos, ou seja, qualquer um desses animais ao entorno do parque pode estar susceptível à doença ou mesmo estarem doentes e infectar carrapatos e pessoas que possam estar no local. Para conhecimento de vocês: uma única fêmea de Amblyomma coloca em torno de 4.000 ovos (chega a 5.000). Minha pergunta: Adianta matar as 20 capivaras com milhares de carrapatos podendo estar infectados em um único local? O que farão com eles??
    Alessandra Simonini
    Profa. Parasitologia
    Cursos Medicina Veterinária e Ciências Biológicas (unidade de Betim)
    PUC Minas

  5. Muito complicado,aonde moro apareceu um casal,2 anos depois sao mais de 60,comem ttttttttttttudo
    e mais a doença,adoro e respeito os bichoes,nao sei o que fazer… respeito…

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>