• Home
  • Estudantes de Medicina Veterinária realizam atendimentos à animais no pátio da Reitoria

Estudantes de Medicina Veterinária realizam atendimentos à animais no pátio da Reitoria

0 comments

Os estudantes do curso de medicina veterinária da Universidade Federal de Alagoas, campus Viçosa, estão acampados na reitoria desde a última terça-feira, 22. Eles protestam contra a falta de salas, laboratórios e do hospital veterinário.

Estudantes atendem animais na porta da Reitoria da UFAL. Foto: Fran Ribeiro

Nesta sexta-feira, 25, eles começaram o atendimento aos animais, através de um hospital improvisado no pátio da Reitoria. “O hospital veterinário improvisado aqui, funciona da mesma forma lá em Viçosa. Não temos a mínima condição de estrutura para a nossa educação e para realizar atendimentos para a sociedade”, explica o estudante Cícero Fernandes de 18 anos.

“O material que temos para fazer atendimento é fruto da doação dos professores. Até a água que bebemos é paga pelos professores. Água fornecida pela universidade é só uma vez por semana. Quando acaba, ficamos com sede”. Revela o estudante. A ocupação, que não tem prazo para terminar, é uma forma que os estudantes do curso encontraram para chamar a atenção da reitora Ana Dayse Dórea sobre os problemas que o curso enfrenta.

Implantado há cinco anos e com a primeira turma prestes a se formar, os alunos não contam com a estrutura mínima para assegurar uma formação de qualidade. No campus em Viçosa, faltam salas, laboratórios, livros e o hospital veterinário, principal reivindicação do protesto.

“Há um ano a Reitoria e a empresa Cartol tem o contrato para a construção do hospital. Mas até agora, nem o alicerce foi feito. A empresa diz que falta o projeto arquitetônico que seria de responsabilidade da Reitoria, que diz que o projeto deveria ser da Cartol”, declara Cícero. Ainda de acordo com os estudantes, a reitoria entregou o pedido de rescisão de contrato para a empresa, que deve se posicionar em um prazo de cinco dias.

Acampamento na Reitoria. Sem prazo para terminar. Foto: Fran ribeiro

“O que nós queremos é que os prazos sejam cumpridos. É dever da universidade garantir a nossa qualidade de formação. Esse protesto é para chamar a atenção das pessoas, que pagam os impostos em dia. Estamos estudando graças a eles, e vamos retribuir isso como profissionais. Mas para isso, devemos nos formar com dignidade”, concluiu o estudante.

Na segunda-feira, 28, os estudantes de medicina veterinária se reunirão com os representantes do Conselho Universitário, CONSUNI, e esperam que medidas e prazos oficiais para os problemas sejam apresentados.

Fonte: Primeira Edição

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>