• Home
  • Ativistas fazem campanha para libertar cadela que vive presa dentro de uma caixa há 6 anos

Ativistas fazem campanha para libertar cadela que vive presa dentro de uma caixa há 6 anos

10 comments

Por Giovanna Chinellato (da Redação)

Foto: Reprodução/Animals Change

Alice é uma cachorra da família dos bulldogs que vem vivendo em uma caixa de madeira pelos últimos seis anos, nos EUA. O teto é feito de placas de metal apoiadas nas tábuas de madeira, que ficam seladas por um cadeado. Segundo informações da Animals Change, o dia em que ativistas foram visitá-la para investigar a situação, encontraram-na encolhida em um canto, apreensiva e nervosa, com o cercado lotado de fezes e lama, provavelmente por nunca ter sido limpo em todos esses anos.

Os ativistas lhe ofereceram um biscoitinho para cães, e ela cessou os latidos e caminhou apreensiva até alcançar o petisco com os dentes da frente e correr para seu canto ao fundo do quadrado. Os ativistas foram então conversar com os “tutores” e encontraram um homem que se apresentou como Ben, que disse que a cachorra fora deixada ali por seu genro, pois era “uma cachorra muito má”.

Eles lhe deram um pacote de ração, e o homem retrucou que nunca havia dado aquilo para a cachorra. Ela comia apenas pão, pão de mel e sobras da cozinha. Perguntaram então, há quanto tempo ela vivia ali, “uns 6 anos, desde que era filhote”. Ele não se dera ao trabalho de lhe dar um nome.

Eles tiveram de forçar a assadeira velha que servia de vasilha e estava atolada em dejetos. Limparam-na como puderam e a cachorra imediatamente começou a comer. Perguntaram da vasilha de água e o homem disse que ela estava ligada a uma corda, caso a cachorra a virasse ele poderia desvirar sem ter que se “arriscar”. Com medo, entrou no cercado para pegar a bacia e a cachorra “má” sequer se mexeu, pelo contrário, deixou que os ativistas coçassem atrás de suas orelhas. Ela nunca fizera nada de “mau”, estava apenas esperando alguém para amá-la… há seis anos esperando em uma caixa de madeira podre e com fezes.

Os ativistas descobriram mais tarde que a tutora da cachorra batizada de Alice é a filha de Ben, que não quis doá-la e disse que acreditava que aquelas condições eram ideais. Apelando para a lei, os ativistas conseguiram um mandato que obrigava a tutora a ‘melhorar’ o abrigo e colocar Alice em uma corrente para que pudesse caminhar um pouco mais. Eles foram visitá-la logo depois, e encontraram-na acorrentada. Com água imunda; e a vasilha de comida virada para baixo.

Alice continua nessa situação, enquanto os ativistas e centros de resgate tentam lutar por sua libertação judicialmente.

Assine aqui a petição para libertá-la.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Caramba cara, se você não quer um cão não pega, doa sei lá, mas manter esse animal num lugar horrível como esse é pura crueldade, se ela era um “filhote mau” por que não deu para alguém que ia trata-la melhor e educala com amor? E ainda diz que são as condições ideais…Deveriam passar uns tempos na cadeia pra saber o que é ficar numa caixa minúscula.

  2. Botar essa moça dentro de uma caixa de madeira para ela viver lá o resto da vida dela presa para ela ver as condições ideais. E fazer ela comer só pão, pão de mel e restos.
    E se ela era tão má assim, porque não deu a outra pessoa? Ou porque ela não atacou os ativistas?

  3. Está na cara que os tutores dessa cadela são “humanos” (nojo!!!). Aonde está a defensoria pública que não resgata esse animal para que seja tratado adequadamente?
    Isso é uma indignidade!!!
    Um abraço.

  4. Nenhum ser vivo mereçe viver em tais condições.Muito menos um animal.E essas pessoas são boas por acaso?Mereciam viver nessa mesma situação.Por a caso é Deus para punir?Brincar de Deus é perigoso.Um dia tudo o que fizeram a esse animal, retornará a eles.

  5. Desgrasada, essa infeliz, porque não ela vive nesse lugar, porque tanto instinto ruim, se ñ quer cuidar q dê pra quem gosta de animais, sera q esses crapulas são feliz porque tem alguem sofrendo nas mão deles, vamos logo, ñ esperem, tirem ela desses lugar imundo, deixa viver o restinho de seus dias num lugar, onde ela posssa ter amor e poder correr e brincar, , seja logo feliz princesa, depois coloquem o resutado do q vcs conseguiram, boa sorte.

  6. ESTA é a históra de “Alice no País das Atrocidades”.
    AQUI vemos a percepção obliterada de alguns seres humanos.
    A PERCEPÇÃO distorcida da realidade…
    QUANDO um pobre escravo cai sob domínio de um exemplar doente da espécie humana, pode ocorrer sofrimentos aterradores para a pobre vítima.
    O CÉREBRO doente da tutora vê coisas que não existem, mas não consegue perceber o que está na sua cara, o sofrimento da pobre Alice.
    SEIS anos no “País dos Pesadelos” já foi demais para a pobre Alice, ela já perdeu a metade da sua vida.
    ASSINEI a petição, com as mãos trêmulas pela pressa, gostaria de libertá-la já, sem perda de mais um segundo.

  7. fikei sme palavras com a situação dessa podre cachorrinha kd dia mim surpreendo mmais .espero q ela tenha um final feliz e q seja resgatada o mais rapido possivel

  8. poxa, será que essa louca que se diz “dona” já tentou ficar aprisionada numa caixa por apenas 6 dias? Aqui tenho uma “casinha” (mede 1×1)que nunca foi usada pelos meus bbs, ofereço para que ela passe uns dias aqui…. com água salobra e arroz estragado

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>