• Home
  • Tartaruga é salva por veterinários após levar tiro de escopeta

Tartaruga é salva por veterinários após levar tiro de escopeta

1 comments

Uma tartaruga marinha de mais de 113 quilos está recebendo tratamento em  San Diego, no estado americano da Califórnia, após ter sido atingida por bagos de chumbo em um ataque com escopeta.

A tartaruga macho, batizada de Bruce, tem cerca de 50 anos de idade. Foto: divulgação/SeaWorld

Batizada de Bruce, a tartaruga do sexo masculino, de pelo menos 50 anos de idade, foi encontrada em estado grave, desidratada e abaixo do seu peso normal, na Baía de San Francisco, no último dia 25 de janeiro.

Segundo veterinários, Bruce é um dos raros machos entre as cerca de 50 tartarugas marinhas que vivem na região.

Bruce vinha sendo monitorado desde 2009 pela Associação Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos. Em uma inspeção de rotina, pesquisadores constataram que o animal se encontrava letárgico, respirando com dificuldade e com ferimentos em sua cauda e nadadeira.

Ao ser levado para a unidade de emergência, Bruce foi submetido a exames de raios X que revelaram que ele contava com projéteis ainda alojados no músculo no pescoço.

De acordo com o veterinário Hendrik Nollens, os bagos de chumbo estão na parte de baixo do pescoço, o que indica que Bruce deveria estar com o pescoço fora da água quando tomou o tiro. Os veterinários disseram não ter retirado os projéteis porque eles não danificaram artérias e poderiam causar mais danos tentando removê-los.

Bruce é uma das raras tartarugas marinhas que habitam a região da Baía de San Diego. A expectativa é de que ele esteja recuperado até o verão deste ano, quando as águas estão mais quentes, e que ele possa ser mandado para seu habitat natural novamente.

Com informações da BBC Brasil

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. A MALDITA mania de possuir armas de fogo nos Estados Unidos vem causando tragédias sem parar. (E aqui no Brasil também).
    PORÉM a mais maldita ainda, idéia de CAÇAR animais, alvejando-os, prendendo-os em armadilhas, esfaqueando-os etc. é ainda pior.
    QUEM sabe, o autor deste crime, “só” queria ver o que acontecia, quem sabe verificar se acertava algumas bolinhas de chumbo na tartarugona!
    NOSSA!
    COMO a humanidade está necessitando de educação ética!
    QUE sorte teve esta tartaruga macho, que convenhamos, deve ser chamada de Bruce.
    QUANDO damos nome a um animal, ele ganha um “status” melhor diante da nossa percepção, nomear os animais é o primeiro indício de respeito por eles.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>