• Home
  • ONG de Uberaba denuncia maus-tratos a filhotes vendidos em pet shops

ONG de Uberaba denuncia maus-tratos a filhotes vendidos em pet shops

4 comments

Começa a coleta de provas sobre comercialização de animais

A Sociedade Uberabense de Proteção aos Animais (Supra) e seus voluntários alertam para a forma com que animais são mantidos nos pet shops. A ONG começa a coleta de provas para formalização de denúncias aos órgãos competentes, sobre os maus-tratos praticados por estes estabelecimentos ao exporem filhotes à venda.

De acordo com a presidente da Supra, Denise de Stefani Max, pessoas que por algum motivo preferiram não se identificar e outras simpatizantes aos atos de proteção animal estão buscando provas, com o objetivo de acabar com as práticas que causam sofrimento aos animais, como passar dias confinados nas gaiolas, sem ter água fresca e ração, expostos ao frio ou calor excessivo, sem espaço adequado para movimentação e, até, sendo submetidos ao uso de soníferos que podem mascarar alguns problemas de saúde. “Situações como essas são consideradas crime de crueldade, conforme a Lei de Proteção Animal de nº 9.605/98”.

Segundo informações do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), cirurgias consideradas desnecessárias ou que possam impedir a capacidade de expressão do comportamento natural da espécie, sendo permitidas apenas as intervenções que atendam as indicações clínicas, ficam proibidas. “Portanto, é expressamente proibido cortar orelhas, unhas e rabos, ou mesmo, retirar as cordas vocais de animais. Os veterinários que não cumprirem as determinações do CFMV estão sujeitos a processo no Conselho de Ética e multa”, ressalta Denise.

Adoção de animais

Denise lembra a todos que só existe comércio onde existe oferta. “Nosso trabalho consiste em conscientizar a população para que não compre animais e sim procure a adoção como meio de aquisição de um animais de estimação. Animais não são objetos para ficarem expostos em vitrines impróprias. São seres indefesos que merecem respeito e proteção. Os filhotes à venda, muitas vezes, são originários de cruzamentos sem pedigree, ao contrário do que garantem os comerciantes e raramente sabemos as condições em que foram gerados”.

Denise revela ainda, que há ainda muitas situações que mostram animais sendo fruto de mais crueldade, em que suas matrizes são mantidas apenas com o intuito de reprodução para a venda e, quando perdem a saúde ou envelhecem, são simplesmente descartadas, abandonadas à própria sorte ou sacrificadas.

Feira

Para os interessados em adotar um animal, existe um número incontável deles disponível para adoção. A próxima Feira de Adoção será no dia 06 de fevereiro, a partir das 10h, na avenida Leopoldino de Oliveira, 2.044. Outras informações pelo telefone (034) 3316-4445.

Fonte: Jornal de Uberaba

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. deveria haver uma lei contra o comercio de animais em petshops e aviarios, eu mesma ja gastei muito salvando passaros, de um aviario, onde eles compravam passarinhos para vender em lotes, e dentro desses lotes sempre vinham animais com deficiencias ou doentes, e a dona do aviario como não conseguia vender os bichinhos doentes dava eles pro gato comer colocava eles (o passaro e o gato) dentro de uma gaiola quando o passaro podia voar ou quando não podia jogava ele no chão para o gato comer. Tentei denunciar varias vezes mas não fui ouvida. animais são mantidos em gaiolas minusculas e sujas esperando dias para serem compredos… é triste, e as feiras de doação incentivam a criação de animais indiscrinadamente, pois “se enprenhar a gente leva la no aviario pra doar”. algo deveria ser feito sobre isso… lamentavel..

  2. Concordo com Duda. Comércio de animais deveria ser proibido, como é proibido o de pessoas. Já vi muitas situações de crueldades em pet shops, como muita sujeira, gaiola minúscula, e bichos já adultos esperando compradores. Já comprei animais, inclusive uma gata já adulta, mas hoje sei as consequencias terríveis que esse ato acarreta. Hoje tenho duas gatas que comprei quando era ignorante nesse assunto, e 06 felinos adotados. Fora os 02 cachorros que “fiz” minha mãe adotar.São tudo de bom! Não comprem! ADOTEM!

  3. Enquanto as pessoas continuarem COMPRANDO animais, o comércio existirá. Enquanto isto, milhares de animais são mortos nos CCZs e canis municipais ou aguardam por adoção em abrigos superlotados. Cabe a nós mudar isto, lei seria importante, mas o ideal é a mudança da sociedade. BICHO NÃO É OBJETO PRA SER VENDIDO.

  4. Repudio criadores. Quando vejo um leio na testa dele “Mercenário” “Sacana” “Maldito” “Incapaz” “Desalmado” e por aí vão qualificativos desse naipe.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>