• Home
  • Centenas de animais passam fome, sede e necessidades em abrigo de MG

Centenas de animais passam fome, sede e necessidades em abrigo de MG

16 comments

Bruno da Silva
bsbgfatec@hotmail.com

Ao visitar a conhecida como “Associação de Proteção aos Animais”, um local na Rua Cristóvão Lobato Campos, nº 320, Serra Verde II, em Barbacena, Minas Gerais, presenciei cenas horríveis.

No local registrei fotos de vários animais com doenças de pele, membros quebrados, e alguns estavam mortos com seus corpos em decomposição, expostos ao ar livre em meio aos outros animais. Observei que muitos deles estavam com muita fome e sede. Muitos não tinham acesso a água ou comida. Observei que o local apresenta-se sem estrutura mínima para abrigar tantos cães. Não há local suficiente para todos para abrigo do sol ou chuva. Procurei saber quantos animais viviam naquele inferno, em meio a ossadas expostas de animais que não foram devidamente alojados depois de sua morte, e a informação que tive foi que ali vivem aproximadamente 700 animais. Na verdade, sobrevivem. Com a força que somente os animais têm.

No local não há funcionários suficientes para manter o abrigo com as mínimas condições de higiene necessárias para o bem estar dos animais. As poucas pessoas que lá se encontram parecem ter boa vontade para fazer o possível para ajudar, mesmo sem estrutura. Mas senti que ali dentro, há algo que repele aqueles que querem ajudar.

O mais triste de tudo isso, notei, é que a cidade não parece estar a par do que acontece ali. Em meio aos tantos animais abandonados pelas ruas, ao expressar minha indignação, ouvi vários comentários como “Não se preocupe, logo o levaremos para o abrigo” ou “Muitos deles são resgatados e levados para a associação”. É mais triste do que engraçado supor que esses animais estão melhores nas ruas.

Faço um apelo, pedindo ajuda para que todos os habitantes da cidade que se preocupam com o bem estar animal entrem em contato com os órgãos de proteção animal e saúde pública da cidade de Barbacena, pedindo que o local seja fiscalizado e os responsáveis tomem providência para que a situação seja mudada. Não podemos permitir que essa realidade persista, e se existe alguém responsável por esse local que explicações sejam dadas quanto às providências a serem tomadas para que a situação desses animais seja modificada.

Pedimos a todos que enviem mensagens para os emails abaixo solicitando fiscalização e mudanças:

Mensagem sugerida: “Ao conhecer a situação de um local situado na Rua Cristóvão Lobato Campos nº 320 Serra Verde II na cidade de Barbacena/MG fiquei indignado. Fotos mostram que nesse local existem muitos animais doentes (alguns mortos), sem as mínimas condições básicas de higiene, e correndo risco de morte. Peço que essa situação seja fiscalizada e os responsáveis façam algo para mudá-la. Seguem em anexo algumas das fotos desse local.”

Departamento Municipal de Saúde Pública de Barbacena/MG: demasp@barbacena.mg.gov.br

Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: secretaria.agricultura@barbacena.mg.gov.br

Secretaria do Gabinete da Prefeita de Barbacena/MG: gabinete.prefeita@barbacena.mg.gov.br

Secretaria Municipal de Governo: secretaria.governo@barbacena.mg.gov.br

Presidente da Câmara Municipal de Barbacena: contato@vereadorgonzaga.com

Alguns vereadores de Barbacena: Vereador Amarílio  amarilio@barbacena.com.br ; Vereador João Batista Rosa vereador@joaobatistarosa.com.br ; Vereador Kikito vereadorptkikito@gmail.com.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. a população da cidade tem o dever moral de prover o necessário para a regularização do abrigo e exigir da Prefeitura que reforme e contrate pessoas para cuidar desses bichos, veterinários e remédios. Promover campanhas de castração e doação na cidade evitaria esse absurdo. Os bichos não são entulho, não podem ser tratados como criminosos, nem os piores bandidos do país tem tratamento tão vergonhoso.

  2. Por que não responsabilizar essa associação, aí está caracterizada crueldade humana no pior grau de maldade e sadismo, permitir que animais passem fome e sede a onde está o Ministério Publico que não enquadra esses exploradores de animais no artigo 32 da lei 9.605/98?

  3. Maria esse artigo 32 só é usado pra exterminar galos, e com, certeza até quando não se resolver falar a verdade sobre a realidade dos animais, e se ficar mentindo e praticando especismo haverá uma falsa proteção que vai continuar assustando e torturando animais e pessoas que prezam pela verdade e protege sem demagogia.

  4. Inferno esse local, ñ sabemos se eles vão esta melhor na rua, procurando sua sobrevivencia, ou breso nesse INFERNO,cade o MP dessa cidade, os governantes, as autoridades, vamos gente se manifeste a favor desses pobres COITADOS.

  5. Pelo que entendí,isso ñ é um CCZ,e sim um abrigo de “proteção”,oque caracteriza ainda mais o crime de maus tratos, é muito provável q o tal abrigo até receba verbas de associoados para manter esses pobres penitentes.Que coisa degradante meu DEUS, geralmente os associoados colaboram sem nem ao menos ir conferir oq está sendo feito com sua doação e também com os animais q são recolhidos,isso é de uma inegligencia sem medidas, tanto dos dirigentes da Associação quanto dos contribuintes e da população da cidade, q ao ver um animal nas ruas pensa em enviar para abrigos, sem ao menos querer saber como ficarão lá.É OBVIO,É EVIDENTE Q O MELHOR É DEIXÁ-LO MESMO ONDE ESTÁ.Vamos nos mobilizar pra mudar essa triste e macabra realidade gente, lugares como esse já foram mostrados em várias cidades do Brasil, issa visão de q abrigos são a solução é distorcida, a única solução para o abandono e crueldade aos animais é a castração em massa, ñ vamos continuar permitindo q falsos protetores tirem proveito do abandono de animais…affhh cansei minha beleza.

  6. Que absurdo!Temos que agir pessoal,não podemos abandonar nossos amigos!As autoridades de Barbacena tem que tomar as devidas providencias,isso não pode ficar assim!!!Chega de tanta barbarie!!!Temos que nos unir e levar esse e outros casos similares á presidente Dilma Rousseff!!!

  7. Escrevi e obtive resposta.

    Prezada Rafaela estivemos no local o vereador Gonzaga e eu Vereador Kikito, verificando a situação do local para tomarmos providências e apontarmos soluções.

    Assim que tivermos alguma decisão iremos divulgar.

    Um grande abraço

    Vereador Kikito!

  8. Prezados amigos.

    Há vários anos a Associação Barbacenense de Proteção aos Animais vem
    lutando, de forma heróica, para manter em funcionamento seu canil para
    onde são levados animais abandonados, doentes, atropelados e vítimas de
    maus tratos, recolhidos nas ruas da cidade.

    A partir de 2009, a Prefeitura Municipal e o Demasp passaram a
    colaborar
    financeiramente com a entidade, disponibilizando verbas para compra de
    alimentos e medicamentos, além de pagar funcionários.

    Mas é muito importante que a sociedade se sensibilize e faça também a
    sua
    parte.

    Você pode colaborar com a Associação Barbacenense de Proteção aos
    Animais, depositando qualquer quantia na Conta Corrente n° 00098-10 –
    Banco HSBC nº 399 – Agência nº 0578 Barbacena. O dinheiro será
    integralmente utilizado na melhoria das condições do canil.

    Você pode doar também ração, medicamentos veterinários, materiais de
    limpeza e outros produtos, diretamente no endereço da ABPA: Rua
    Cristóvão Lobato Campos, nº 320 – Serra Verde II – Barbacena.

    Com a ajuda de todos, podemos tratar com mais dignidade os cães que são
    acolhidos naquele local.

    ADOTE. AME. NÃO ABANDONE.

    Carlos Henrique de Oliveira
    Voluntário da ABPA

  9. Animais abandonados nas ruas e controle populacional desses seres é responsabilidade do Poder Público juntamente com a população. Há que haver um trabalho, como em Belo Horizonte, por exemplo, em que a Prefeitura, atendendo ao pleito dos ativistas da Causa Animal, captura nas ruas e castra os animais, ao invés de matá-los. Outra necessária iniciativa é a promoção de campanhas favoráveis à adoção e contra o preconceito aos SRD (vira-latas). A realidade exposta infelizmente, é a regra em muitos lugares. As pessoas se acomodam ao saber que há um abrigo para onde os animais abandonados são encaminhados. Entretanto, não há procura por adoção desses animais nem doações financeiras e de materiais /medicamentos diversos, o suficiente, que aliviem o fardo de se cuidar de tantos animais, por em média, 15 anos.

    Por outro lado, ainda há as reclamações dos vizinhos, devido ao barulho e más condições em que tais abrigos normalmente existem.
    “Temos uma dívida histórica com os animais domesticados por nossa espécie, os quais retiramos de seu habitat e agora eles não têm para onde voltar.”

    1. Por que se fala tanto o que fazer e nada fazem. Se existe um movimento pelos direitos animais, diante da calamidade que se encontram os cães, passando fome e sendo mal tratados., encabecem campanhas, só assim para a população tomar ciência, pq muitas pessoas da cidade não esão inteiradas da cruel situação. Moro em BHte. quero ajudar, mas até para ajudar está difícil. Já ajudei associação de SP por internet na doação de ração via internet. É só começar e ter publicidade que a coisa anda. vamos mão a obra gente.

  10. O problema esta agravando, em meu bairro Cães estão danificando veiculos automotores, fora o incomodo pelos latidos. Ainda não fui lezado, apenas estou sendo perturbado pelo latidos, no entanto o responsavel por estes animais na Comarca de Barbacena, deve lembrar que possui a tutela destes animais e executar medidas preventivas, corretivas antes que se afogue em processos e pocedimentos judiciais.

    O que se pode fazer com animais que perturbam? Denunciar a quem?

  11. Isso e uma discrimação com os animais achamos que ali eles estam bem o rpior de tudo e que em cada bairro tem seu vereador e niguém faz nada pelo nossos melhores amigos.

  12. Gente, estava comentando isso quando vi essa mensagem, é triste. Conheço o local e o descaso é demais. Vamos fazer uma campanha em prol do bem estar desses animais. Parece que a cidade não tem ninguém que vê tudo isso acontecendo. Aliás, a meu sentir, a cidade toda está abandonada. Autoridades cadê voces. PROVIDÊNCIAS JÁ. QUESTÃO DE HUMANIDADE.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>