• Home
  • Cerca de 4 milhões de cães saudáveis morrem em abrigos a cada ano, devido ao comércio de animais

Cerca de 4 milhões de cães saudáveis morrem em abrigos a cada ano, devido ao comércio de animais

3 comments

Por Sandra del Soldato (da Redação)

Foto: Reprodução/The Selma Times-Journal

Passeios no parque e brincadeiras de buscar são coisas que os cães de abrigos adorariam fazer, se alguém tivesse dado essa oportunidade para eles. Mas a maioria não tem essa chance. Cães estão morrendo porque as pessoas optam por comprar animais de criadores ou lojas de animais, ao invés de adotar os abandonados que estão em abrigos.

Cenas do vídeo ilustram de forma impactante a responsabilidade da indústria de animais e dos consumidores pela morte dos cães que vivem em abrigos (Reprodução/PETA)

Em um vídeo feito para estimular a adoção ao invés da compra, a PETA pergunta: “Quando você compra um cão, o que faz com o cão de abrigo que acabou de matar?”.

Assista ao vídeo da campanha, clicando aqui: http://bit.ly/hFeL68 .

Enquanto o vídeo pode parecer irreal, a triste realidade continua para as milhões de vidas perdidas a cada ano, porque as pessoas escolhem comprar cães de criadores e lojas de animais, enquanto inúmeros animais esperam uma chance para serem adotados.

Cerca de 4 milhões de cachorros maravilhosos e saudáveis perdem suas vidas em abrigos de animais, somente nos EUA, a cada ano. Comprometendo-se a adotar sempre e nunca comprar, você pode ajudar a por fim a esta tragédia.

Nota da Redação: Também no Brasil os abrigos estão lotados de animais comprados em pet-shops e lojas, e que foram abandonados.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. PESSOALMENTE aproveito todas as oportunidades para falar sobre esta questão.
    EXISTEM raças de animais, é verdade, porém muitas das chamadas raças são apenas tipos, já que as diferenças genéticas não tem todas as características diferenciadores de uma raça.
    A ECONOMIA de mercado encampou este fato, reapresentando-o de modo a reconstruir este conceito, transformando-o numa característica semelhante às das marcas e modelos de objetos fabricados.
    AS LOJAS que vendem animais, a cada ano que passa vêm adquirindo mais o jeito de uma loja de “brinquedos”.
    AS CRIANÇAS têm espontânea simpatia pelos animais, fato que deveria ser o gancho para o início da formação de um ser humano adulto responsável e Ético
    PORÉM em vez disso, os pais agem como se os filhotinhos fossem brinquedos.
    AS CRIANÇAS não são instruídas sobre a questão séria de ser tutor de um ser vivo sensciente.
    NÃO comprem animais de comerciantes, adotem, cada um pode e deve fazer sua parte.

  2. Que mundo é esse onde vender vida humana é crime,
    mas o comércio de animais é totalmente liberado?
    Pessoas se sustentam explorando outras vidas,
    porque existem clientes que satisfazem o próprio ego.
    Por pura futilidade,querem ter um cãozinho de raça
    de preferencia com pedigree para mostrar a todo o mundo
    que seu cão é de raça pura! O campeão!
    Se nós humanos somos todos iguais independente da raça,
    por que com os animais é diferente?
    Qual é a diferença de um vira lata abandonado para um cão de
    raça a venda em um canil ou pet shop? O valor?
    Então os valores estão realmente invertidos.
    A cada dia vejo isso com muita clareza.
    Para a humanidade vale muito mais o valor material,
    a embalagem do que o sentimento.
    Porque quem tem sentimento SALVA VIDAS e não as consome.
    Enquanto outros com condições suficientes para abrigar
    um bichinho abandonado ao invés de faze-lo,
    por vaidade compra um animal que foi posto no mundo
    unica e exclusivamente para ser comercializado
    tirando mais uma vez a chance de um ser vivo
    que é fruto de uma civilização mesquinha e materialista,
    que só pensa no seu proprio nariz.
    A sociedade está realmente precisando rever seus conceitos
    e pensar um pouco mais no próximo.
    Se cada pessoa que compra um bichinho optasse pela a adoção,
    com castração é claro,
    certamente não teriam tantos animaizinhos abandonados
    nas ruas e abrigos e a exploração desses animais não teria mais razão de existir.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>