• Home
  • Livro “Oi, Bicho” conta a relação de amizade entre uma cadeirante e seus animais

Livro “Oi, Bicho” conta a relação de amizade entre uma cadeirante e seus animais

0 comments

Foto: Walter Alves/Gazeta do Povo

Aonde Janice Maria da Silveira vai, o lhasa apso Dog vai atrás. E a parceria entre os dois rendeu até livro, o “Oi, Bicho”, relançado recentemente de forma independente. Janice, que é servidora aposentada e cadeirante, resolveu publicar histórias que viveu tanto com Dog quanto com outros animais e também sua experiência na ONG Cão Amigo & Cia. O livro reúne várias pequenas histórias da convivência dela com os animais e crônicas literárias ficcionais.

Atualmente com quase 4 anos, Dog acompanha a tutora nas mais diversas atividades cotidianas e a presença do cãozinho, segundo Janice, costuma chamar a atenção. “As pessoas se aproximam de mim para acariciá-lo e fazem perguntas sobre ele. Ele é uma espécie de emissário de autoestima para mim”, conta. Hoje, a autora é tutora também outros três cães: o boxer Leo; Luna, que não tem raça definida e Bidu, outro lhasa apso. Mas a história dela com os animais começou, na verdade, com um gato, o Theo.

O felino viveu por 20 anos e ajudou Janice em um momento difícil. “Fui atingida por uma neuropatia em 1997 e passei a usar cadeira de rodas. Na primeira vez que Theo me viu, pulou no colo e se aconchegou, como se me dissesse que eu continuava a ser a mesma pessoa”, conta. Segundo ela, foi aí que aprendeu que “os bichos amam sem nenhuma restrição”. Theo morreu há pouco mais de quatro anos – e Janice optou por continuar a ter um bichinho em casa, adotando um cão de pequeno porte. Foi aí que Dog entrou em cena.

Chamado carinhosamente por Janice de “pretinho básico”, Dog foi seu passaporte para o voluntariado na ONG Cão Amigo & Cia. Com ele, a escritora faz parte de uma equipe de Atividade Assistida por Animais em uma escola com alunos portadores de deficiência mental leve. “Senti em mim os efeitos benéficos da presença dos animais, e tive vontade de compartilhar isso com outras pessoas”, explica. Os dois proporcionam aos alunos uma forma diferente de aprender mais sobre respeito e cuidado. “A ONG fez com que eu me sentisse socialmente útil e integrada e meu livro é a materialização disso, além de ser também um agradecimento ao Cão Amigo.”

Para ela, o retorno positivo dos assistidos que participam das ações da ONG é gratificante – e observar a influência benéfica da presença dos animais no dia a dia deles, também. Um episódio que lembra com alegria foi o abraço de um adolescente, que a agradeceu por ter levado seu “Doguinho”.

Serviço:

O livro “Oi, Bicho” (R$ 22, em média) está disponível nas Livrarias Curitiba, Livraria Shofar do Shopping Jardim das Américas e Livraria Florence, na Rua São Joaquim, 507, Jardim Botânico, em Curitiba, PR.

Fonte: Gazeta do Povo

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>