• Home
  • Proteção de animais é discutida na Câmara de Mogi das Cruzes (SP)

Proteção de animais é discutida na Câmara de Mogi das Cruzes (SP)

1 comments

Ampliar as discussões e definir projetos de lei para garantir políticas públicas voltadas à proteção dos animais. Este é o principal objetivo de uma audiência pública que será realizada hoje, a partir das 19h30, no auditório vereador Tufi Elias Andery, na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes (SP). A reunião será comandada pelos vereadores Francisco Moacir Bezerra de Melo (PSB) e Jean Lopes (PC do B) e contará com a participação de representantes da União Internacional Protetora dos Animais (Uipa) – Alto Tietê.

De acordo com o delegado de proteção animal da Delegacia da Uipa do Alto Tietê, José Roberto de Almeida, a ideia é ouvir a população e os especialistas na área para elaborar um documento que poderá ser transformado em projeto de lei. “É preciso mostrar para a população a importância de se ter políticas públicas voltadas para o trato dos animais domésticos ou não que, diariamente, são abandonados nas ruas da cidade”, completa.

A estimativa da entidade é de que, atualmente, 12 mil animais vivam abandonados nas ruas de Mogi das Cruzes. No Alto Tietê, o número pode chegar a 57 mil. “Se não tomarmos providências com relação a estas políticas públicas, chegaremos em 2015 com o número de 500 mil animais abandonados nas ruas.”

Entre as propostas que serão apresentadas aos vereadores está a da criação de um cemitério de cães e gatos da Cidade. “A Prefeitura precisa pensar em um local para a destinação dos animais mortos. As pessoas com pouco poder aquisitivo acabam os jogando em terrenos baldios ou em rios”, explica Almeida.

A Associação

Em Mogi das Cruzes há cinco anos, a sede da Delegacia de Proteção Animal da Uipa trabalha nas questões da guarda responsável de animais e na conscientização da população sobre a lei de proteção animal, que penaliza o infrator. “Fazemos palestras em escolas, igrejas e associações, sempre procurando conscientizar as pessoas da importância dos cuidados que temos que ter com cães e gatos. Além disso, procuramos fazer, aos sábados, feiras de adoção de animais”, finaliza Almeida.

Fonte: O Diário

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Ótima iniciativa! Espero que também incluam nas discussões a criação de um plano de esterilização de animais comunitários e de animais de pessoas com baixo poder aquisitivo; além das feiras de adoção e campanhas educativas, isso ajudaria muito a diminuir o número de animais abandonados na região.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>