• Home
  • MP arquiva processo contra motorista acusado de atropelar galinhas no RS

MP arquiva processo contra motorista acusado de atropelar galinhas no RS

1 comments

Em sua decisão, promotor afirma que não há indício de crime, e sim de um acidente

O promotor de Justiça da Comarca de Gaurama, Vitassir Ferrareze, arquivou na tarde desta quinta-feira o inquérito que apurava as circunstâncias do atropelamento de três galinhas no município de São Valentim, no norte do RS, ocorrido no início de outubro. Em sua decisão, o integrante do Ministério Público afirma que não há indício de crime, e sim de um acidente.

O motorista responsável pelo atropelamento dos animais participaria de uma audiência sobre o caso na quarta-feira, no Fórum de São Valentin. No entanto, o depoimento já havia sido cancelado a partir de decisão do promotor de pedir vistas aos autos.

Ferrareze assumiu o caso por indicação da promotora da São Valentim, Karina Albuquerque Denicol. Ela se considerou impedida de atuar porque foi testemunha e também denunciou o atropelamento para a Brigada Militar.

Entenda o caso

Em 8 de outubro, a promotora se deslocava de Erechim para São Valentim pela RST 480 quando avistou pelo retrovisor, ao ultrapassar um caminhão, o atropelamento de três galinhas. Para Karina, o caminhoneiro não fez nada para impedir o acidente. Ao chegar em São Valentim, ela procurou a BM e denunciou o atropelamento.

O caminhoneiro foi parado quando chegou à cidade e assinou um termo circuntanciado por crime ambiental e maus-tratos contra os animais. De acordo com a promotora, também é papel do Ministério Público defender o meio ambiente.

Fonte: Zero Hora

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. acompanhei o caso desde a notícia na rádio gaucha, desde quando já entendia que a dra. Karina deveria estar preocupada com problemas da sociedade e não dispensar seu tempo com conclusões pessoais e equivocadas, pois eu já entendia que o motorista deveria estar preocupado mais com os riscos de uma manobra brusca para evitar o atropelamento dos animais do que com os ditos. Os riscos para o motorista eram maiores do que os dos animais. Além disso na pista de rolamento não era local apropriado para galináceos. Acertada a decisão que arquivou o caso.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>