• Home
  • Encontro com cão perdido emociona tutora de 74 anos

Encontro com cão perdido emociona tutora de 74 anos

0 comments

Nelson (da esq. para dir), Bruno e Maria Rasteiro com Carlos e Simone Marcelino: final feliz. Foto: Johnny Inselsperger/AAN

A manhã desta segunda-feira (08/11) foi de muita emoção para Maria José Rasteiro, de 74 anos, quando encontrou Tom, o cachorro da raça poodle com 8 anos, que estava perdido desde sexta-feira (05/11). O cão foi encontrado pelo casal Carlos e Simone Marcelino embaixo de uma árvore no kartódromo do Taquaral, em Campinas, São Paulo. “Ele estava muito sujo e parecia que tinha sido atropelado. Ele tremia demais, mas veio no colo. Lavamos, escovamos e oramos para achar o tutor”, conta Simone.

Marcelino explica que já adotou oito gatos em Campinas e mais dois cães no kartódromo de Limeira e estava preocupado com o poodle, que ganhou o nome de Spartacus. “Ele é tão magrinho. De gladiador não tem nada”, se diverte. Marcelino tem duas filhas e Tom, ou Spartacus, escolheu a mais velha, de 14 anos. “Eles não se desgrudavam, nem na hora de dormir ou comer. Ela vai sentir falta, mas estou feliz, pois sei que poderemos visitar o Tom”.

O reencontro com a tutora só aconteceu porque Simone foi até uma casa de ração e viu o cartaz com a foto de Tom. Ela ligou para os tutores e o encontro foi marcado no próprio kartódromo. Na hora do reencontro, Tom passeava quando enxergou os tutores e começou a pular neles. Marcelino e Simone também não seguraram a emoção.

Bruno segura o poodle Tom: família emocionada com o reencontro. Foto: Johnny Inselsperger/AAN

“Achar os tutores já é emocionante, sendo uma senhora de 74 anos, mexe mais ainda com a gente”, disse Marcelino. Maria contou que na sexta-feira (05/11) levou Tom ao veterinário de onde ele escapou. “Na clínica ele se assustou com outros cães e fugiu. Quase foi atropelado por dois carros. No sábado (06/11) fizemos cartazes e espalhamos nas casas de rações e clínicas veterinárias”, conta Nelson Aparecido Rasteiro, marido de D. Maria.

A ligação de Tom com a lagoa do Taquaral é antiga. Há dois anos ele foi encontrado pela família de D. Maria preso pela coleira nas grades do parque. “A tutora falou para a moça da barraca que iria buscar alguma coisa e deixou o cachorro lá.” Maria adotou o Tom na hora.

Algumas dicas para quem perdeu um animal

O que deve ser feito no caso de perder o cão:

– Coloque cartazes em casas de rações, clínicas veterinárias e comércio em geral perto do local onde o animal foi perdido;

– Divulgue a perda do animal na internet;

– Procure as associações protetoras de animais, além do Centro de Controle de Zoonoses de sua cidade e até mesmo de cidades vizinhas.

– Mantenha sempre uma coleira com uma placa de identificação do animal e aplique um microchip;

– Carros de som também ajudam a localizar animais

O que não deve ser feito:

– Não coloque faixas em vias públicas para evitar trotes e aproveitadores

– Não ofereça recompensas ou gratificações

Fonte: Cosmo

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>