• Home
  • Protesto internacional pede veto japonês a matança de golfinhos

Protesto internacional pede veto japonês a matança de golfinhos

0 comments

Manifestantes e ativistas ambientais, entre eles Ric O’Barry, ganhador do Oscar 2010 pelo documentário “The Cove” sobre a matança de golfinhos, protestaram em Miami e outras cidades do mundo, reivindicando que o Japão detenha a caça de cetáceos, autorizada no país.

Os protestos do Dia Internacional para Salvar os Golfinhos do Japão foram convocados por organizações ambientais perante representações japonesas em várias cidades do mundo, a fim de condenar a política japonesa que permite uma atividade com fins comerciais e é, além disso, uma tradição.

“É muito importante enviar uma mensagem forte ao governo do Japão sobre esta matança desnecessária de golfinhos”, disse à AFP O’Barry, ex-treinador de golfinhos, hoje um documentarista defensor destes animais.

“Sou otimista porque se um bom número de pessoas protestar em todo mundo, o governo japonês será forçado a deter a emissão de permissões” de caça, acrescentou o ativista, que ficou famoso após treinar os cinco primeiros golfinhos protagonistas da memorável série de televisão “Flipper”.

Segundo os organizadores da campanha, o governo japonês emite 23 mil permissões anuais de caça de golfinhos a comunidades costeiras.

Alguns destes animais são vendidos a aquários e centros de treinamento em várias partes do mundo e uma parte se destina à indústria alimentícia, que comercializa sua carne.

Nos Estados Unidos, os protestos foram convocados em Miami, Nova York, San Francisco, Chicago e Los Angeles, entre outras cidades. Também foram realizados no Canadá e em vários países latinoamericanos, bem como em uma longa lista de nações de Europa, Ásia, Oriente Médio e África, afirmaram os organizadores.

Na cidade japonesa de Taiji, a matança de golfinhos é uma tradição e ali se centrou a história exibida por O”Barry no documentário “The Cove”.

Fonte: Terra

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>