• Home
  • Conheça os dez animais mais coloridos do mundo

Conheça os dez animais mais coloridos do mundo

0 comments

Em muitos casos, as cores e brilhos dos animais têm funções e lhes conferem várias vantagens. Confira a lista:

Camaleão-pantera

(Foto: Reprodução)

O camaleão-pantera tem a incrível habilidade de mudar de cor para se esconder. Vermelho, branco, verde e azul são apenas algumas de suas possíveis cores. Aposto que o guarda-roupa dele é mais rico do que o nosso, mas, ao contrário de nós, ele não pode escolher o que vai vestir; sua mudança de cor é na verdade afetada pela temperatura, pela luz e até mesmo pelo seu humor.

Salmão-vermelho

(Foto: Reprodução)

Os seres humanos mudam de cor: ficam bronzeados no verão, ou vermelhos quando sentem vergonha. Mas imagine se a cor da sua pele mudasse completamente com o ambiente? Isso é exatamente o que acontece com o salmão-vermelho. Normalmente, sua cor é azul e prata, mas ele fica vermelho e verde no período antes da desova.

Ave do paraíso

(Foto: Reprodução)

O pássaro macho tem uma plumagem colorida fantástica, dança, faz pose e muda completamente a sua forma para cortejar as fêmeas (que têm aparência menos exótica). As aves do paraíso têm grande importância cultural para os nativos da Nova Guiné. Lá, suas penas e peles são comercializadas, e, por isso, algumas espécies estão em extinção.

Tragopan temminckii

(Foto: Reprodução)

Este pássaro impressionante é encontrado nas florestas do sul da Ásia. Ele tem um topete laranja e marrom e seu peito parece um tubarão-baleia deitado em cima de um coração. A cor azul de seu rosto é realmente a sua pele, e não penas. Não é nenhuma surpresa que ele seja considerado o faisão mais bonito do mundo.

Dragão-do-mar

(Foto: Reprodução)

O dragão do mar é uma criatura colorida do mundo subaquático. A fêmea produz 250 ovos de uma vez, e quem cuida deles é o macho, que não pode perdê-los – pudera, afinal eles são cor-de-rosa brilhantes. A forma do seu corpo permite que eles se escondam dos predadores disfarçados entre as algas. A espécie é encontrada ao longo das costas da Austrália.

Patola-de-pés-azuis

(Foto: Reprodução)

Esse pássaro é raro. Normalmente, é encontrado nas ilhas Galápagos, no Pacífico, mas pode ser visto também em várias outras ilhas tropicais e subtropicais. Os brilhantes pés azuis do macho atraem as fêmeas, por isso é uma sorte para eles quando perdem uma temporada de acasalamento. Na próxima sua sorte aumenta, já que seus pés ficam ainda mais brilhantes.

Peixe-palhaço

(Foto: Reprodução)

O peixe-palhaço pode parecer muito bonito, na sua cor laranja com listras brancas, além de ser mais conhecido pelo filme Procurando Nemo, mas eis um segredo: ele vive coberto de limo. Esse peixe depende essencialmente das anêmonas-do-mar – ele vive dentro delas para se proteger de predadores e, graças ao limo, ele não se queima com a planta como o resto dos seres marinhos. Além disso, há uma curiosidade ainda mais estranha sobre esse peixinho. Eles vivem em grandes comunidades, com apenas uma fêmea, um macho maior e outros machos menores que não conseguem se reproduzir. Se a fêmea morre, o macho maior muda de sexo, virando uma fêmea, e outro macho que antes não conseguia se reproduzir toma seu lugar como “macho alfa”.

Flamingo-pequeno

(Foto: Reprodução)

Dizem que nós somos o que comemos. No caso do flamingo-pequeno, isso é literalmente verdade. Sua famosa cor rosa vem de pigmentos das algas que ele come. O flamingo-pequeno é o menor e mais abundante de sua família, e é encontrado na África e algumas partes da Ásia. Estas belas aves são caçadas e comidas por babuínos, gatos selvagens e águias.

Aguilhão-vela

(Foto: Reprodução)

Esse peixe é o mais rápido do qual temos conhecimento. Dizem que ele nada em uma velocidade de até 112,65 km/h. Suas listras azuis acendem quando ele está caçando, confundindo suas presas e deixando seus companheiros caçadores saberem o que ele está fazendo.

Borboleta-monarca

(Foto: Reprodução)

Você sabia que as belas cores da borboleta servem como um alerta para os predadores não as comerem porque elas são venenosas? Mas as borboletas-monarcas são provavelmente mais conhecidas por sua migração para o sul da América do Norte. Elas voam quando chegam as primeiras geadas do inverno. Ela é a única borboleta que migra do norte para o sul, como os pássaros.

Com informações de Hype Science

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>