• Home
  • Documentário português mostra luta pela sobrevivência do lince-ibérico

Documentário português mostra luta pela sobrevivência do lince-ibérico

0 comments

Foto: P20

Na qualidade de espécie em vias de extinção, o lince-ibérico passou de um animal de carne e osso a uma fantasia. Não se vê, não se ouve. Há quem duvide que o mítico felino das barbas e dos pelos em forma de pincel na ponta das orelhas ainda exista. Nos últimos 20 anos, as populações de lince-ibérico (Lynx pardinus) registaram uma quebra de 90 por cento por causa da caça e da perda de habitat e de presas.

Mas amanhã (3) estreia em Portugal, em dois milhões de lares, no National Geographic Channel, um documentário que mostra o que já não víamos há décadas. Durante 27 minutos, ficam abertos os portões da casa onde vivem 16 linces, no Centro Nacional de Reprodução em Cativeiro para o Lince-Ibérico, na Herdade das Santinhas, em Silves, Portugal.

No local há linces que espreitam meio escondidos entre a vegetação dos cercados, momentos de brincadeira e de descanso, com imagens acompanhadas pelas vocalizações deste felino. A última esperança do lince-ibérico foi filmada entre outubro de 2008 e março de 2010, com a ambição de mostrar o lince e quem são as pessoas que se esforçam para travar o seu desaparecimento. Desde as primeiras crias, conseguidas em 2005, até este ano, o programa ibérico de reprodução já contribuiu para um reforço da população em cativeiro de 50 animais.

O documentário conta o dia-a-dia de tratadores, veterinários, investigadores de laboratórios clínicos e as dificuldades de construção do centro de reprodução de Silves, inaugurado em maio de 2009, com uma área total de cinco a seis hectares. O transporte dos animais dos centros de reprodução espanhóis para Silves – seis viagens ao todo, entre 26 de outubro e 1º de dezembro do ano passado -, a chegada dos linces aos cercados e os primeiros cuidados clínicos são momentos que fazem parte do documentário, o quarto já produzido para o National Geographic Channel Portugal.

A equipe de produção esteve em Silves e também em dois centros de reprodução da Espanha (El Acebuche e La Olivilla, ambos na Andaluzia) e nos laboratórios clínicos da Faculdade de Veterinária da Universidade de Vetsuisse de Zurique, onde trabalha Hans Lutz, um dos maiores especialistas mundiais em felinos.

“Existe uma evolução positiva na sociedade portuguesa em relação ao lince. Antes, a conservação da espécie era um tema irrelevante ou só para especialistas, um alvo de chacota ou fantasia”, comentou Humberto Rosa, secretário de Estado do Ambiente, depois da apresentação do documentário à imprensa, no mês passado. “O lince precisa  ser mostrado, precisamos sentir afinidade com a espécie para conseguir conservá-la. E, nesse sentido, este documentário surge como uma ferramenta fundamental”, ressaltou.

Além da estreia do documentário amanhã, às 21h30, a Fox International Channels Portugal pretende repetir o documentário onze vezes até novembro. Assunção Loureiro, gestora dos canais Fox em Portugal, explicou que a intenção é “dar maior visibilidade ao discurso de conservação da espécie e ao que já se faz em Portugal”.

“Quisemos contar uma história única, que retrata a luta pela sobrevivência do lince, capaz de levar as pessoas a agir”, acrescentou. Mas a história do lince não acaba aqui. Ficam por contar outros desafios, como a preparação do terreno para a devolução destes animais à natureza. E agora, que redescobrimos o lince, vamos ficar de olho nele.

Fonte: P20

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>