• Home
  • Cachorro persegue ônibus atrás do tutor que o abandonou e causa comoção em Porto Alegre (RS)

Cachorro persegue ônibus atrás do tutor que o abandonou e causa comoção em Porto Alegre (RS)

51 comments

O freio do ônibus o desperta. Com as orelhas em pé e a esperança renovada, o cachorro corre até a porta de desembarque do coletivo. Aflito, fareja os degraus, os passageiros, o chão. Parece buscar algo, alguém. O veículo parte e, resignado, o animal volta à parada. Ele não tem nome nem raça. Há mais de uma semana, repete o movimento e comove os funcionários da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), na Avenida Padre Cacique, em Porto Alegre (RS). A certeza de todos é só uma: o animal procura por seu tutor, que o teria abandonado.

"A fidelidade dele nos impressiona", conta funcionário da Fase (Foto:Ronaldo Bernardi / Zero Hora)

Ele não sai daqui. Não aceita que chamem, não sai do lugar. Ele come olhando para os ônibus, fica ali o tempo todo. Mesmo quando chove, ele não procura abrigo”,  relata o monitor Aluísio Cruz de Almeida, 52 anos.

O animal é alimentado por funcionários da Fundação. A refeição, sempre no fim do dia, é degustada com a boca no pote e o olhar direcionado à rua.

Cão procura pelo tutor (Foto: Reprodução/Zero Hora)

“Ele come feito um condenado, mas não tira os olhos dos ônibus”, afirma Aluísio.

O reduto do cão é uma lixeira laranja, posicionada perto da parada de ônibus. Alguns passageiros ainda tentam passar a mão nele, mas o bicho é arisco.

“Ele cheira, cheira, cheira… Quando o ônibus para, ele sai correndo e parece querer subir”, conta a funcionária Maria Facchinelli.

Foto: Reprodução/Zero Hora

As atitudes do animal foram comparadas pelos funcionários da Fase às de um outro cão, que ficou conhecido pela sua lealdade. Entre as décadas de 1920 e 1930, um cachorro surpreendeu uma cidade e se tornou exemplo no Japão.

O animal, da raça Akita era chamado de Hachiko e teve a história contada no cinema no filme Sempre ao seu Lado. Todos os dias, o cachorro acompanhava o tutor, Hidesaburo Ueno, até uma estação de trem, de onde ele partia para dar aulas. Um dia, Ueno não voltou, vítima de um AVC. Mesmo assim, Hachiko passou dez anos indo ao local nos mesmos horários em que acompanhava o professor.

Enquanto o tutor do “Hachiko porto-alegrense” não aparece, o cachorro mantém a mesma rotina.

“É como se ele estivesse em uma espera eterna. A fidelidade dele ao tutor nos impressiona”, descreve Almeida.

Para saber mais sobre o desfecho dessa história, clique aqui.

Fonte: Zero Hora

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para Silvia Brenha Pinto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. POIS O MELHOR MESMO E RESGAT-LO E DAR MUITO CARINHO, PORQUE O FDP,NAO VAI VOLTAR MAIS, E NAO HE POSSIVEL QUE ESTE FDP, NAO TEM COMPUTADOR E NAO TEM FACE SERA QUE JA NAO CHEGOU AOS OUVIDOS DELE ESTA HISTORIA SE ESTA EM TODO ESTADO MEU CARAMBA CARA SEM ALMA TALVEZ NAO GOSTE NEN DELE MESMO, E BOM LGUEM POR MISERICORDIA ADOTA-LO PARA DAR MUITO CARINHO….PORQUE O SUGEITO VAI GANHAR O DELE UM DIA VAI….

  2. o filho dele com certeza o deixará em um asilo
    e tomara que alguem filme e coloque na net
    TOMARA QUE EXISTA PESSOAS BOAS LENDO ISSO
    E QUE ESTEJA LÁ EM RS.

  3. Alguém sabe o que é feito do cachorro? Se já foi recolhido? Havia aqui alguém que postou que não se importava de ficar com ele se não fosse agressivo. Por favor alguém largue o computafdor e vá buscar esse pequeno. Daqui de Portugal não consigo. Mas aí não vai ser difícil encontrarem-no, já que ele não sai do ponto.

  4. Gente!!! De repente esse cão não foi deliberadamente abandonado.Pode ter sido um evento inesperado. Talvez o dono tenha sofrido um acidente na própria parada. Mas pensando bem o dono pode ter ido até a parada deixado ele ali e subido num ônibus. Por isso a busca por quem desce ou sobe no ônibus. O referencial do cão é a parada do ônibus.Bem de qualquer forma é um drama criado pelo “ser pensante” dito humano. Isso é crime.Informações no blog de arlenebichos

  5. assisti o filme sempre ao seu lado fiquei emocionada.o dono desse cao se o abandonou que reconsidere e volte atras e o tire da rua.isso é muito triste;por incrivel que pareça os animais tambem tem sentimento talvez mais sinceros que os humanos.

  6. Sou Silvia uma pessoa especial eu procuro salvar todos os cachorros de rua aqui aonde moro dem uma praça que sempre dem cachorros abandonados essas pessoas dem que ser presa

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>