• Home
  • Instituto constata que o número de baleias que chegam ao Brasil aumentou em um ano

Instituto constata que o número de baleias que chegam ao Brasil aumentou em um ano

0 comments

Baleia encalhada em praia de Santa Catarina (Foto: Marcelo Becker/Agência RBS/AE)

O número de baleias que viajaram até o Brasil para se reproduzir aumentou cerca de 10% em 2010 em relação a 2009, de acordo com o Instituto Baleia Jubarte. Elas saem da região do polo sul, onde se alimentam, e ficam por aqui entre julho e novembro, para ter seus filhotes ou acasalar.

Duas espécies dominam a costa: jubarte, na região da Bahia, e franca, principalmente na costa de Santa Catarina. Apesar de pertecerem a gêneros diferentes, Megaptera novaeangliae e Eubalena australis, elas partilham de hábitos reprodutivos semelhantes.

A baleia franca tende a ser um pouco maior e mais pesada, cerca de 60 toneladas nas fêmeas, e até 17 metros de comprimento, enquanto a jubarte fica em 40 toneladas e 16 metros no máximo, aproximadamente. Outras características marcantes são os calos parecidos com verrugas no alto e nas laterais da cabeça da baleia franca e uma espécie de corcunda nas jubarte.

A baleia franca também sofreu mais com a caça, hoje proibida no Brasil, e figura na lista brasileira de animais ameaçados de extinção, com cerca de 8.000 indivíduos no mundo. Ainda há cerca de 25.000 jubarte em todos os oceanos, mas elas também são tidas como ameaçadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente).

Por conta disso, o Instituto Baleia Jubarte estima que cerca de 9.000 mil indivíduos percorreram os 4.000 quilômetros que separam as águas frias do sul até as mornas do litoral do Nordeste. Já um voo acompanhado pelo Instituto Chico Mendes entre Xangri Lá, Rio Grande do Sul, e Florianópolis, Santa Catarina, registrou apenas 102 baleias franca.

Mortes

Por conta dessa intensa movimentação, algumas acabam morrendo, ou encalhando nas praias, como aconteceu em Santa Catarina, na última semana. Segundo o Projeto Baleia Franca, os animais têm hábitos costeiros e dificilmente encalham, a não ser que estejam doentes ou mortos.

Para o biólogo Elietere Bastos Santos Neto, a possível escassez de krill, pequenos crustáceos que servem de alimento aos mamíferos, pode fazer com que as baleias cheguem mais cansadas ao Brasil após a travessia do pólo sul.

O Instituto Baleia Jubarte contou 39 animais mortos no litoral brasileiro, sendo 26 apenas na Bahia. As baleias também são atingidas por barcos e vítimas de redes de pescadores.

Segundo a bióloga do Projeto Baleia Franca, Karina Groch, é preciso planejamento para que o convívio entre a pesca e os animais seja tranquilo. Ainda segundo ela, o número de mortes está dentro da média.

Fonte: eBand

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>