• Home
  • Tatu gigante é salvo de caçadores no Mato Grosso

Tatu gigante é salvo de caçadores no Mato Grosso

3 comments

A equipe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) de Barra do Garças recebeu neste final de semana um tatu-canastra, conhecido como o maior tatu brasileiro, muito comum no cerrado e em toda América do Sul. Esse tatu, de aproximadamente 70 centímetros de comprimento, foi capturado na cidade de Campinápolis, onde moradores salvaram-no de um caçador.


| Foto: Reprodução |


Segundo o Ibama, o caçador estava tentando matar o tatu com um facão na hora que foi impedido por moradores. O caçador teve até fugir da população que chamou o Ibama para salvar o animal.

O tatu-canastra está na lista dos animais silvestres em extinção no mundo. Ele se tornou raro devido à caça incessante a essa espécie que tem uma carne muito saborosa.

O tatu está sendo atendido pelo Ibama e, quando estiver recuperado, deverá ser encaminhado para o seu habitat, longe dos caçadores. Em função de sua fama ser o maior entre os tatus vivos, o canastra é conhecido também como tatu-açu, tatu-carreta entre outros apelidos. Segundo os estudiosos, o canastra pode chegar a 1 metro de comprimento e cauda de 50 centímetros.

O tatu-canastra tem ampla área de distribuição no leste da América do Sul, desde a Venezuela e Guianas até a Argentina, sendo ainda muito comum nos campos e cerrados de todo o Planalto Central do Brasil.

Fonte: Olhar Direto

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Bom saber que a população esta atenta quando se trata de dizer não a crueldades e assassinatos de animais.
    Parabéns, de pé, a todos que ajudaram o tatu-açu (nome em tupi guarani) a continuar sua vida.

  2. Parabéns aos populares que agiram de forma correta, porém ainda resta ir atrás do caçador.
    O correto Não é deixar ninguém impune.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>