• Home
  • Urso panda morre em zoológico japonês durante sedação

Urso panda morre em zoológico japonês durante sedação

2 comments

Um urso panda gigante macho morreu em um zoológico japonês depois de ser sedado para a retirada de sêmen, que seria utilizado em uma tentativa de inseminação artificial, informou um diretor do parque nesta sexta-feira.

Kou Kou – ou Xing Xing, em chinês – morreu na quinta-feira depois de uma parada cardíaca. Ele não conseguiu se recuperar da anestesia que recebeu no zoológico de Oji, no porto da cidade de Kobe (oeste).

Os veterinários haviam sedado o animal, de 14 anos de idade, para fecundar uma fêmea, Tan Tan (ou Shuang Shuang), da mesma idade.

O parque reservou um local em homenagem ao panda, onde os visitantes podem deixar flores e mensagens de condolências.

Os pandas gigantes, espécie que corre risco de extinção, se reproduzem de forma extremamente lenta em cativeiro.

Depois de tentar em vão que o casal de pandas se reproduzisse naturalmente entre 2003 e 2006, o zoológico de Kobe optou pela inseminação artificial.

Tan Tan chegou a engravidar em 2007, mas o filhote nasceu morto. Pouco depois, deu à luz outro ursinho, que morreu com três dias de vida.

Fonte: UOL

Nota da Redação: Mais um dos inúmeros efeitos colaterais do confinamento e manutenção inapropriada de animais em zoológicos. As incessantes tentativas de fazer o animal se reproduzir fora de seu habitat, em conflito com sua natureza, não poderiam ter tido um desfecho mais triste. Uma lição que deveria ser entendida por todos que ainda concordam com cativeiros para entretenimento. Não há meios melhores de se preservar uma espécie do que deixá-la livremente em sua vida natural, longe das vistas humanas.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. A resposta para isso está no próprio texto (e em tantos outros). “Os pandas gigantes, espécie que corre risco de extinção, se reproduzem de forma extremamente lenta em cativeiro”
    A ‘solução’: Não cria-los em cativeiro
    O problema: Se voltarem à natureza, serão caçados pelos humanos, até a sua extinção, que só pensam em ganhar. Se continuarem em cativeiro, não se reproduziram o suficiente, e também serão extintos.

    Chegamos a uma situação que não tem mais saída. Ou será que temos? Com tanta tecnologia hoje em dia…

  2. Eu adorava ir no zoo…pq eu adoro bichos.Mas depois de saber todos os ‘bastidores’ da criação e confinamento desumano dessas criaturas, eu NUNCA MAIS piso em um novamente.
    Meu marido em viagem ao Japão,esteve nesse de Kobe e ficou impressionado com a estrutura do local,pois as pessoas não tem contato direto com os animais aqui como no Brasil,pois é todo ‘envidraçado’.
    Porém o alertei que as coisas não são tão bonitas assim como as pessoas pintam…e que os animais sofrem sim.E mto.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>