• Home
  • Viagem com cães exige precauções

Viagem com cães exige precauções

0 comments

Com o feriado do Dia da Independência na próxima terça-feira, milhares de famílias já estão se preparando para cair na estrada e aproveitar o final de semana prolongado. E como o melhor amigo canino também precisa de descanso, por que não levá-lo junto?

Mas saiba que, antes de acertar os últimos detalhes da viagem, alguns cuidados devem ser tomados para o passeio não terminar em um hospital veterinário. Segundo o médico Marcel Pereira, mesmo em viagens curtas, o animal pode ficar suscetível a certas doenças, por isso a importância de um check-up.

O veterinário reforça que, se o destino for o litoral, o tutor deve ter cuidado com casos de dirofilariose, causada por vermes que se alojam no coração. Nesse sentido, um médico pode indicar a prevenção adequada para o animal. Já no caso de quem vai para o campo, a atenção deve ser voltada para a leptospirose e cinomose. Para todos os casos, apenas a vacinação com, no mínimo, 14 dias antes da viagem garante a proteção dos cães.

Além da imunização, outro detalhe para o qual o dr. Marcel chama a atenção são os costumeiros enjoos que acometem os pets, principalmente, em viagens mais longas. Nesses casos, um veterinário pode prescrever uma medicação adequada, lembrando que deixar o animal em jejum três horas antes da viagem pode evitar vômitos.

Outro cuidado que deve ser tomado é com o calor excessivo dentro do veículo. “É importante conferir se o animal não está sofrendo com a temperatura e, se for o caso, viajar com os vidros abertos e fazer paradas frequentes, para permitir que o animal beba água e possa estabelecer sua temperatura corpórea”.

Acidentes e emergência

Dr. Marcel oferece outras dicas. “Recomendo sempre fazer uma caminhada longa com o cão, cerca de 45 min a 1 hora, antes da viagem, para que ele fique mais tranquilo”. Outra sugestão do médico é fazer paradas regulares (a cada 2 a 3 horas) para que o cão, assim como nós, possa esticar as pernas e fazer suas necessidades.

Lembrando que pequenos acidentes podem ocorrer durante o passeio, então manter um kit de primeiros socorros também é uma boa ideia. “Um kit básico, com curativo, tesoura e esparadrapo pode ajudar no caso de pequenos cortes e arranhões, especialmente para os tutores mais preocupados e cautelosos”.

Fonte: Petmag

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>