• Home
  • Parque zoológico minúsculo vai abrigar mais animais silvestres em Cubatão, SP

Parque zoológico minúsculo vai abrigar mais animais silvestres em Cubatão, SP

0 comments

Moésio Rebouças
moesioreboucas@yahoo.com.br

Vejam fotos do local onde as onças serão confinadas no Parque Ecológico Cotia-Pará, em Cubatão (SP):

 

 

No conjunto da matéria do jornal A Tribuna do dia 23 de agosto, sobre o abandono e maus-tratos aos animais no minizoológico do Parque Ecológico Cotia-Pará, em Cubatão, o secretário de Meio Ambiente da cidade, José Roberto Baldini, entre outras coisas, disse: “Dentro de um mês e meio, os quatros novos abrigos com jaulas, em fase final de construção, ficam prontos para receber novas atrações: duas jaguatiricas e um cachorro-do-mato”.

Pois é, a resposta dele para os problemas e morticínio no minizoológico é trazer mais animais para este lugar sombrio, incentivando a cruel indústria de entretenimento e confinamento animal.

Não tenho bola de cristal, mas duvido que tenha passado pela cabeça deste senhor, ou da prefeita, a ideia de acabar com todas as jaulas daquele parque. Afinal, eles acreditam que os animais são propriedades de consumo, de sadismo e de lazer.

No sábado (28 de agosto), fui ao parque “conhecer” estes “novos abrigos”. O local é vergonhoso, outro absurdo e ignorância do ser humano. Confinar as jaguatiricas e o cachorro-do-mato nestes espaços exíguos é mais uma violência e descaso das autoridades “ambientais” com os animais. Uma jaula apertada que não deixará quase nenhum espaço para que os animais possam mover-se; dois espaços sem nenhuma vegetação e os outros dois com pouquíssima vegetação; nenhuma jaula com árvores, e que em dias de temperatura alta deverá “ferver”.

No seu habitat natural estes animais perambulam extensas áreas e vivem subindo em árvores, fazendo buracos, se banhando, mas seus novos habitats serão pequenos, de concreto e aço, drasticamente diferentes dos ambientes naturais onde seus pares moram.

Secretário, você gostaria que seus filhos fossem sobreviver em espaços minúsculos como estes, privados da sua liberdade e expostos a uma sobrevivência rotineira?

Por outro lado, por que você, a prefeita Marcia Rosa, a chefe do Ibama da Baixada Santista, Ingrid Furlan, e o biólogo responsável pelos animais do parque, Guilherme Secchiero, não passam uma temporada nestes cativeiros, para sentirem na pele e na alma o “prazer” de uma jaula?

A seguir, deixo mais algumas perguntas para o senhor, responda:

• A manutenção de animais em cativeiro representa algum aprendizado ecológico, de educação ambiental?
• O que as crianças vão aprender vendo estes animais enjaulados andando de um lado para o outro, sentenciados a vidas tediosas?
• Quem teve esta infeliz ideia de trazer estes felinos e o cachorro-do-mato para o parque?
• Qual a procedência destes animais?
• Estas novas jaulas têm o certificado de “habite-se”?
• O Ibama aprovou o confinamento e exposição destes animais?

Tudo leva a crer que mais uma vez a estupidez humana reinará nesse parque, tendo como alvo os animais. Mas aqueles e aquelas que respeitam e gostam de animais, livres e na natureza, podem “gritar”, mesmo de longe.

Escreva para os e-mails abaixo protestando e pedindo para as autoridades abandonarem seus planos de trazerem novos animais e condená-los a uma terrível vida de jaulas, solidão e sofrimento no mini-zoológico do Parque Ecológico Cotia-Pará.

Marcia Rosa, Prefeita de Cubatão: prefeitacubatao@ig.com.br  

José Roberto Baldini, Secretário Municipal de Meio Ambiente: r_baldini@hotmail.com  

Ingrid Furlan, Chefe do Ibama Baixada Santista: ingfurlan@gmail.com


About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>