• Home
  • ONG promove campanha para diminuir a população de animais abandonados nas ruas de Mogi das Cruzes (SP)

ONG promove campanha para diminuir a população de animais abandonados nas ruas de Mogi das Cruzes (SP)

5 comments

(da Redação)

A ONG Adote Já, de Mogi das Cruzes, SP, realiza o projeto “Cãosórcio Solidário”, que visa arrecadar verba para castração e doação de animais abandonados.

A Organização Não Governamental (ONG) Adote Já, que realiza um trabalho de resgate e doação de animais em Mogi das Cruzes, está promovendo uma campanha que objetiva a diminuição de animais abandonados pelas ruas do município. Por meio do “Cãosórcio Solidário”, a instituição visa arrecadar verba para a esterilização, vermifugação, vacinação e microchipagem de cães comunitários, para posterior encaminhamento para adoção.

Para a presidente da ONG, Karina Pirillo, essa medida é cada vez mais urgente. “Existem milhares de animais abandonados pelas ruas. É necessário acabar com esse problema e a única saída é, de fato, a castração”, explica Karina, que realiza, todos os sábados, feiras de adoção de cães e gatos na sede da ONG, no parque Monte Líbano (rua Duarte de Freitas, 246, na rua do Clube de Campo).

No projeto, cada coordenador formará um grupo de 15 pessoas, que doarão, por mês, no mínimo, R$ 10.  A verba arrecadada em cada núcleo reverterá totalmente para a castração, vermifugação, microchipagem e vacinação de um cão comunitário, que será devolvido ao local de origem e colocado para adoção no blog do projeto (adoteja.wordpress.com) e no programa de televisão da Adote Já, que é transmitido todos os sábados, ao meio-dia, no canal 10 da NET.

Ralf Naure, secretário-geral e coordenador da campanha adianta que a esterilização e devolução de animais à sua comunidade de origem é uma prática recomendada pela Secretaria Estadual de Saúde. Além disso, ele destaca que os doadores serão sempre informados sobre o destino do dinheiro. “Cada grupo receberá, posteriormente, notas fiscais dos serviços veterinários, número do microchip e localização do animal, bem como se ele já foi ou não adotado”, explica, acrescentando que o objetivo inicial é esterilizar e encaminhar para adoção de, no mínimo, 100 animais por mês.

Bazar

No sábado, 7 de agosto, a ONG Adote Já realizará o seu primeiro bazar, com diversos itens e acessórios, como roupas, calçados, bolsas, camisetas, cintos e peças de artesanato.

A verba arrecadada reverterá para tratamentos médicos dos animais resgatados pela instituição. Os interessados em colaborar poderão fazê-lo por meio de doações de produtos a ser comercializados.O brechó será das 10 às 17 horas, nas imediações do petshop Viralata, sede da ONG.

Para mais informações, o telefone de contato é o (11) 4796-2102 e o email é caosorciosolidario@gmail.com. O endereço é Rua Duarte de Freitas, 246, parque Monte Líbano (na rua do Clube de Campo) – Mogi das Cruzes, SP.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. “Ralf Naure, secretário-geral e coordenador da campanha adianta que a esterilização e devolução de animais à sua comunidade de origem é uma prática recomendada pela Secretaria Estadual de Saúde.”
    isso é lei. Lei 12916/98 que cria o CÃO COMUNITÁRIO, a lei Determina regras para esse cão e é obrigação da prefeitura castrá-lo, identificá-lo, vaciná-lo e devolver à comunidade onde vive.
    É lei!

  2. Parabéns pela iniciativa! Para termos um controle populacional animal, é necessário a castração, mas, mesmo assim, devemos todos nós em cada cidade e estado fazer um trabalho ostensivo de conscientização da posse responsável, pois as pessoas não estão abandonando só os animais sem raça definitiva, eles estão abandonando animais de raça também, e esses de raças adoecem e ficam fracos mais fácil. Agora precisamos agir e rápido, pois a população de cães e gatos abandonados estão crescendo exageradamente por todo o mundo. Castramos vinte e são soltos nas ruas o dobro.
    Cuidamos dos animais de nossa cidade e dai, surgem os animais errantes que são abandonados, vindos de uma outra cidade. Eis a razão de nunca termos um controle, precisamos trabalhar em parceria com as cidades vizinhas, dai si, vamos poder fazer um controle.

  3. É a saída, castrar e devolver ao local de origem, muitas vezes esses animais comunitários vivem com donos amorosos mas carentes.

  4. graças a Deus existem pessoas como voces que realmente amam os animais.Os animais merecem toda a atenção que pudermos dar. Afinal, eles são melhores que gente. Estou muito triste, pois perdi meu amiguinho e fiel companheiro dia 22 de maio. Já faz 3 dias, e eu não consigo parar de chorar.Talvez se eu não tivesse que trabalhar tanto ele estaria aqui comigo, pois não prestei atenção quando sua saúde ficou fragilizada.Não quero substituí-lo, pois ele é insubstituível. Talvez um dia eu adote um . Não quero comprar porque tem tantos procurando alguém para ama-los. Ainda doi demais a minha perda. Sei que um dia isso vai diminuir, e aí estarei pronta para dar o meu amor a outro amiguinho. Parabéns pelo trabalho de voces e espero que recebam todo o amor que voces dão aos animaizinhos. Leni

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>