• Home
  • Cães de ex-policial suspeito de crime passarão por exames, em MG

Cães de ex-policial suspeito de crime passarão por exames, em MG

7 comments

A Polícia Civil de Belo Horizonte convidou um veterinário para conversar com os investigadores na manhã desta terça-feira (13). O veterinário Fernando Pinheiro chegou à sede da Divisão de Investigações por volta das 8h40.

O objetivo da polícia é descobrir a melhor forma de examinar os cachorros apreendidos no sítio do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo depoimento de um adolescente de 17 anos, primo de Bruno, Bola esquartejou o corpo de Eliza e deu parte para seus cachorros comerem.

O veterinário, que possui uma clínica na capital mineira, afirmou ao chegar ao local que vai recomendar aos policiais que o exame de endoscopia nos animais seja descartado, em troca de análises com luminol para identificar vestígios de sangue nos cachorros.

Segundo o veterinário, não adianta mais colher as fezes dos cachorros agora. O exame só poderia ter sido feito com fezes da época do crime ou com fezes secas da época, ainda presentes no sítio em Vespasiano. “Quando o cachorro come, você consegue coletar material no estômago (vestígios do que comeu no dia) dele até seis horas (depois). E nas fezes durante um ou dois dias”.

De acordo com Pinheiro, não é possível encontrar nada no sangue dos animais. “Ou a gente (humanos) teria material genético de porco quando comesse porco. O sangue só absorve aquilo que interessa”.

O veterinário disse ainda que existe a possibilidade de haver vestígios de unha nas fezes secas do cachorros no suposto local do crime. Segundo ele, é preciso coletar esse material.

Discordando de depoimento dado no final da semana passada pela defesa do ex-policial civil, o veterinário afirmou que “cachorro come carne humana, ainda mais se estiver esfomeado”.

Com informações do R7 Notícias

Nota da Redação: Esses cães são vítimas da crueldade humana por diversos motivos. 1º Por serem explorados como cães de guarda; 2º Por viverem aprisionados em um canil; 3º Por terem sido treinados para a violência; 4º Por terem sido envolvidos num crime; 5º Por estarem agora presos em outro local para investigação; 6º Porque podem pagar com a vida o crime cometido por pessoas.  Eles são vítimas e precisam ser tratados com todo o respeito. Esperamos que a polícia garanta o bem-estar e a vida desses cães. Ao contrário do que dizem, a raça mais violenta é a humana.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Culpar os animais pela bestialidade dos humanos é absurdo e revoltante. Se alguém ali deveria ser sacrificado,é claro que não são os cães!

  2. CONCORDO PLENAMENTE COM A NOTA DA REDAÇÃO. OS CÃES NÃO PODEM SER OS BODES EXPIATO´RIO DESTE TERRIVEL ASSASSINATO. NEM PODERIA COGITAR TAL CULPA. ELES SAÕ OS MAIS INOCENTES. EU CREIO QUE TERÃO O FIM QUE MERECEM, UMA BOA CASA E MUITO CARINHO.

  3. É preciso proteger os pobres cães desta sujeira toda, os humanos envolvem-se em confusão e sobra para os bichos ? Ô mundo podre.

  4. Esse crime foi premeditado, esses cachorros estavam sem comer ha dias, com muita fome são capazes de comer qualquer carne, inclusive a humana, temo descobrirem outros restos humanos além da moça Eliza.

  5. Qualquer cão come carne Humana afinal são animais carnivoros ” Claro come carne ” então porque esta agônia toda achoque é claro que não vai encontrar mas nada no organismo dos cães e estão querendo colocar os cão como bode espiatôrio. o fato do ex – Policial ser um adestrador de cães nada tem a ver com o crime afinal ele poderia ser médico ou politico ou quem sabe até empregada domestica não é verdade? então porque só se referem ao elemento como adestrador de cães? afinal o crime não foi cometido usando animais adestrado. e por ultimo temos que ter cuidado com o Hollywoodianismo da nossa segurança publica não devemos esquecer da escola de base em são paulo que depois se provol que nem tudo foi como eles mostraram ou melhor naquele caso os acusados ficou provado que eram totalmente inocentes. neste momento temos que ter coidado pois todos querem tem seus 15 minutos de fama com a desgraça dos outros. aqui não estou defendendo os acusado até porque não conheço mais me preocupa a promiscuidade da policia com a imprença programas que nem são progamas policiais estão entrando na onda e fazendo entrevistas de maneira a levar o publico ao extremo do emocional alguem comentou que o sitil do acusado já foi saqueado pela 2ª vez e isso é responsabilidade do estado ou melhor da secretária de segurança Publica os Familioares não podem adentrar no local mais ladrões podem. é realmente lamentavel que estamos todos sendo picado pela mosca azul e só estamos pensando em aparecer na TV tem delegado que já nem tem tempo para investigar devido as entrevistas que tem que dar não se usa mas o setor de relações publicas das secretárias tem delegado que dão entrevista em até 3 emisoras diferentes. pode? temos que ter muito cuidado com o estrelismo com o Hollywoodianismo da nossa segurança Pública não é só neste caso não isso esta acontecendo em todo Brasil.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>