• Home
  • Tutoras vítimas da violência doméstica ainda têm que escolher entre sua segurança e ficar com seus animais

Tutoras vítimas da violência doméstica ainda têm que escolher entre sua segurança e ficar com seus animais

3 comments

Por Giovanna Chinellato (da Redação)

Se você tivesse de escolher entre sua segurança e ficar com seus animais, o que você faria?

Foto: Animals Change

Graças a uma taxa de US$ 50,00, alguns moradores do abrigo para vítimas da violência de Orange County, a Harbor House, não precisam mais fazer essa escolha.

Mas para Karen McGraw é  tarde demais. Está chegando o aniversário de um ano de seu assassinato. Ela foi forçada a fazer uma escolha impossível: buscar refúgio contra a violência doméstica e perder seu cão, ou ficar exposta às agressões. Ela ficou. E foi morta por isso.

De acordo com a American Humane, “20% a 40% das mulheres vítimas de algum tipo de abuso não conseguem escapar da situação de risco porque se preocupam com o que pode acontecer a seus animais se forem embora”. E o Departamento de Justiça estima que 1,3 milhão de mulheres são vítimas de violência doméstica anualmente. Façam as contas. Não é nada bonito.

Dado o número alto de mulheres enfrentando a escolha impossível entre escapar da violência ou ficar cuidando dos animais, eu pergunto: por que elas são forçadas a fazer essa escolha?

Muitos abrigos locais têm programas para permitir que vítimas de violência se hospedem com seus animais sem custo adicional, e esses programas são um passo na direção certa, mas não existem abrigos assim o suficiente. Dado o trauma que um alojamento prolongado pode causar aos animais e sabendo do conforto que os animais proporcionam às pessoas, existe uma outra solução lá fora. Harbor House encontrou-a: eles estão construindo novas instalações adjacentes a um abrigo de animais, e as mulheres ali alojadas podem passar com seus amigos patudos o tempo que quiserem. Mas e os outros abrigos? A American Humane talvez tenha a resposta.

O projeto PAWS (Pets and Woman’s Shelters – Abrigo de animais e mulheres) trabalha com vítimas da violência doméstica permitindo que tragam seus animais. Mulheres espancadas e crianças podem continuar com seus animais, e os animais podem continuar com a família que amam. Todo mundo ganha.

Para ajudar o projeto PAWS, mande um email para PAWSprograme@ameicanhumane.org , eles oferecem também um panfleto educativo (em inglês).

Existem outras maneiras de ajudar também. Compartilhe a história de Karen McGraw com a sociedade local de proteção animal ou instituição contra a violência doméstica e certifique-se de que eles permitem o alojamento de animais livre de taxas. Contate o governo local e peça que ajudem os abrigos com a iniciativa, já que ração não nasce em árvore. E, enquanto você faz isso, encoraje-os a manter juntos animais e vítimas de abuso, num período de trauma e estresse para ambos.

Ninguém deveria fazer a escolha de Karen McGraw. Façamos algo para que ninguém mais precise escolher.

Fonte: Animals Change

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Muito bom… é uma aspecto importantíssimo da questão “violência familiar” que creio não é muito levado em conta… mesmo porque, no levar em conta, o problema está exatamente em ter como abrigar os queridos amigos… e, mais ainda, sem tirá-los da convivência de sua família… A iniciativa desse programa é muito boa. E a publicação da matéria pela ANDAnews maravilhosa. Creio que é um aspecto a respeito do qual, normalmente, nem se pensa (muito) aqui no Brasil… ou talvez eu seja desinformada, pois não lembro de ter visto ainda esse aspecto comentado… Obrigada ANDA..

  2. nossa, me arrepiei com esse texto, nunca tinha pensado nisso, esse texto realmente me fez refletir…Mas o bom mesmo,seria que essas mulheres não tivessem que escolher, seria ótimo erradicar a violência doméstica.Utopia? talvez, quem sabe um dia evoluiremos para um mundo sem essas brutalidades?

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>