• Home
  • Policial que atirou em cachorro é condenado

Policial que atirou em cachorro é condenado

7 comments

Um policial rodoviário que atirou em um cachorro abandonado, há cerca de um ano, em Salvador (BA), terá que comprar 50 quilos de ração durante doze meses para uma associação de animais.

Ele também terá que pagar R$2.500 ao veterinário que atendeu o animal. O agressor alega que se assustou com os latidos.

Outro caso parecido pode ser julgado hoje.  O policial militar Wellington Sena Mariano, que atirou em um cachorro, no centro da capital baiana em outubro de 2008, responde por crime ambiental e maus-tratos.

O cachorro baleado acompanhava um sem-teto que dormia na escadaria da câmara legislativa. O policial afirma que foi atacado pelo animal.

Já na versão da advogada Ana Rita Tavares, que presenciou o fato, o militar foi agressivo com o morador de rua e, por isso, o cão reagiu. Nos dois casos, os cães sobreviveram.

Fonte: eBand

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Finalmente algum resultado favorável aos animais!É o mínimo que esses “policiais” podem fazer para pagar tal absurdo!

  2. o que tem de “macho” quando está com arma em punho é uma exorbitância…
    Quero ver a valentia e a prepotência agora.
    Ainda bem que os cães estão salvos e passam bem.

  3. Esse sujeito diz que se assustou com os latidos e atirou??? Policial que se preze não se assusta com latidos. Pelo menos nos 2 casos os animais foram salvos.

  4. Quem dera a nós Portugueses que a lei na defesa dos animais funcionasse dessa maneira, com bastantes mautratos se fossem todos castigados assim,em Portugal não haveria animais com fome. Essa é a melhor forma de os castigar, obrigados a pagarem comida… BOA!!!!!

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>