• Home
  • Saiba como aliviar o estresse de seu animal em dia de jogo

Saiba como aliviar o estresse de seu animal em dia de jogo

0 comments

Copa do Mundo sempre significou festa para os brasileiros, ou seja, amigos ou a família reunidos, torcendo para a seleção, desta vez, rumo ao Hexa. Por outro lado, aos nossos amigos ‘cachorros’, este momento costuma ser de muito medo por conta dos rojões.

Nesta estreia do Brasil contra a Coreia do Norte, estava tudo tranquilo para a vida dos cães no primeiro tempo. Foi quando para alegria dos brasileiros e pavor dos caninos, Maicon abre o placar para o Brasil, rojões e mais rojões! Posteriormente, mais um gol, agora de Elano, rojões novamente!

O Brasil vence por 2×1 a Coreia do Norte e nossos amigos de 4 patas já não aguentavam mais esta barulhada decorrente da  felicidade dos brasileiros. Ainda assim, para completar a história a moda das vuvuzelas (cornetas africanas) começam a virar modismo no Brasil.

Pobre da bicharada, que, além de ter que conviver com os barulhentos rojões, ainda tem que escutar as ‘vuvuzelas’, pois os cães ouvem melhor do que a gente. Por isso, o barulho é incômodo para eles. Portanto, em dia de jogo da seleção brasileira, fique por dentro de como protejer seu amigo de 4 patas da barulhada da torcida:

1. Evite fugas
A primeira coisa a fazer em jogos do Brasil é fechar bem as portas e as janelas. Enquanto os torcedores festejam, os cães amedrontados podem escapar.

2. Crie um refúgio
Coloque seu cão em um lugar onde ele se sinta seguro. Mantenha a luz acesa e, se ele estiver acostumado, deixe TV e rádio ligados. É, claro: sem som de vuvuzelas e rojões . Converse um pouco com ele e faça carinho.

3. Jamais ofereça a comida da festança
Mas nada de dar ao seu cão a comida da festança do jogo do Brasil. Problemas de digestão, somados ao pânico que ele sente dos rojões, podem até levar à morte, em casos extremos. Alimente-o com a ração de costume e ofereça água. Evite até dar os biscoitinhos dele.

4. Solte a coleira
Não deixe seu cachorro ou gato na coleira. Muitos animais, quando presos, morrem por enforcamento, no desespero de fugir dos fogos e rojões. Se precisar isolá-lo, deixe-o fechado num quartinho.

5. Acalme-o
Homeopatia, florais e acupuntura podem diminuir o medo e a ansiedade do seu animal. Mas esses tratamentos devem ser feitos ao longo do ano. Em casos muito graves, converse com o veterinário sobre aplicar um sedativo.

Fonte: Portal da Cinofilia

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>