• Home
  • Rede Globo assume publicamente que a reportagem do “Bom Dia Brasil” sobre abandono de animais foi equivocada

Rede Globo assume publicamente que a reportagem do “Bom Dia Brasil” sobre abandono de animais foi equivocada

36 comments

Por Fernanda Franco  (da Redação)

Por conta da grande reação do público diante da reportagem apresentada pelo telejornal “Bom Dia Brasil”, a qual sugeria a prática da eutanásia como solução para o abandono de animais e apontava o problema do abandono como um risco para a saúde pública, a Rede Globo se retratou na manhã desta quinta-feira (6), corrigindo a infeliz mensagem emitida em rede nacional na última terça-feira.

No programa apresentado hoje, a jornalista Carla Vilhena, em correção ao que foi dito na terça-feira, afirma que “a matança, ou seja, a eutanásia dos animais abandonados não é a solução para o problema da superlotação enfrentada pelos abrigos e canis que recolhem esses animais. Ao contrário disso, é mais uma crueldade contra eles. E é isso que nós estamos cobrando aqui: um modo digno de tratamento para esses animais”.

os apresentadores do jornal bom dia brasil junto à jornalista carla vilhena, durante nova matéria exibida na rede globo
Os apresentadores do telejornal "Bom Dia Brasil", Renata Vasconcellos e Renato Machado, junto à jornalista Carla Vilhena, durante nova matéria exibida nesta quinta-feira (Imagem: Reprodução/Rede Globo)

A nova matéria emite um apelo para que a sociedade se conscientize sobre a importância da guarda responsável e da castração de animais, enfatizando que o abandono de animais é crime.

Leitores da ANDA  escreveram e-mails para a emissora, cobrando da Rede Globo um jornalismo mais consciente e responsável.

A manifestação do público foi fundamental para que a emissora tomasse conhecimento do quanto a abordagem sobre a situação do abandono de animais foi preconceituosa e equivocada, quando, na verdade, merecia ser levada a sério e priorizada entre as ações políticas que visam ao bem-estar dos animais.

Ao corrigir sua postura perante a triste realidade dos animais abandonados, a Rede Globo recobra o papel responsável que, imprescindivelmente, devem cumprir todos os veículos e profissionais do jornalismo.

Que a ética e o respeito por todos os seres façam sempre parte de uma postura jornalística comprometida com a verdade e com a conscientização da sociedade para a construção de um mundo melhor.

Para assistir à reportagem exibida nesta quinta-feira, no “Bom Dia Brasil”, acesse aqui:

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Infelizmente, a mídia, escrita, impressa, etc. só quer ibope, lucro, patrocinios. Direitos animais, eles não ligam e até tem preconceito. Até mesmo a discovery tem um seriado onde um sujeito finge estar “perdido” em lugares selvagens, e mostra como todos podem se livrar da situação matando animais e os comendo. É horrível. Mas assim é a mídia.

  2. A grande vitória foi o protesto não ter identidade, apenas defensores dos animais, simples assim e dessa forma mostramos a nossa força, fato inacreditável para muitas pessoas há alguns anos.

  3. Muito bem ANDA!!!! é isso aí. Fiquei muito felizembora continue achando que eles continuam com a visão deles de que eutanásia é uma solução mas o importante é que eles divulgaram a matéria retificando tamanha ignorãncia sobre o assunto
    Abraço a todos

  4. Olá,
    Tenho um blog chamado MOVIMENTO VAMOS ADOTAR UM CÃO,que desenvolve um trabalho dentro da causa adocão de animais de rua e considero lamentável que uma emissora como a Rede Globo, conhecida pelo mundo todo como um exemplo a ser seguido no campo jornalístico, tenha cometido tal equivoco!
    A decisão de fazer uma eutanásia, mesmo em um animal, deve ser tomada de forma criteriosa, pois se trata de uma vida humana e sendo assim, não devemos jamais cometer tal erro. O erro de tirar uma vida sob a desculpa de abreviar o sofrimento de um vivente ou diminuir o crescimento populacional dos animais de rua (conforme citado na reportagem), por mais que seja necessário cometer este ato.
    Se os animais de rua já estão incomodando ao ponto da mídia se preocupar com essa questão e procurar fazer uma reportagem dando a entender que a eutanásia seria uma das soluções para o problema. É interessante saber que um planejamento de natalidade animal, através de castrações e da posse responsável, com o apoio do governo num programa social (pois já está sendo um problema crônico em todo país a ponto de incomodar a sociedade), através de um conjunto de ações integradas entre a sociedade, às entidades e o governo, dará melhor resultado do que o extermínio animal e sua justificativa equivocada. No entanto, o que assistimos nos meios de comunicação são atrocidades freqüentes com os animais pelo Brasil. O que entristece todas as pessoas que gostam de animais e sofrem por não poder fazer nada, sem o amparo governamental.
    Concordo com a senhora Eleonora Mendes, vice-presidente da SUIPA/SP – Sociedade União Internacional Protetora dos Animas – quando ela se refere na posse responsável e nas castrações dos animais e principalmente da consciência das pessoas em cuidar dos seus bichos dentro de um planejamento de controle de natalidade. Acredito que esse tipo de atitude seja uma questão educativa, pois o fato de alguém deixar um animal na rua mostra a que ponto a educação está esquecida.
    Está faltando no Brasil sim, uma política pública mais presente que defenda ou procure solucionar a questão dos animais de rua sempre crescente a cada dia. Já passou da hora dos políticos brasileiros fazerem uma Lei mais eficiente ou até uma Declaração, tipo a Declaração Universal dos Direitos dos Animais da ONESCO de 15/10/1978 que possa ser cumprida com “força-de-Lei” para zelar, cuidar e principalmente proteger das ações perversas daqueles que se divertem com os animais que vivem na rua. A Declaração da ONESCO no seu Artigo 11º – Parágrafo único, diz: “Todo o acto que implique a morte de um animal sem necessidade é um biocídio, isto é um crime contra a vida”.
    É claro, que a pressão para que isso se torne uma coisa concreta, dependerá de uma sociedade consciente desse grave problema, para ajudar juntamente com as entidades que cuidam desse assunto, botar essa iniciativa em prática.
    Infelizmente, nossa classe política tem outros interesses, como ganhar eleição para fazer suas barganhas.

  5. OLHA ESPERO Q VCS TENHAM SE RETRATADO DE VERDADE, POIS ACHO QUE SE TODAS AS EMISSORAS FALASSEM, PARA A POPULAÇÃO CONSCIENTIZANDO-OS DOS MAUS TRATOS DOS ANIMAIS, E TBM TENDO UM PROGRAMA MOSTRANDO , O Q ESSES INOCENTES ANIMAIS PASSAM, O TANTO Q SOFREM…

  6. Era o mínimo que poderiam fazer, ainda mais que a matéria transmitida a milhares de telespectadores, e me desculpem, mas a maioria é de juízo ignorante, desprovidos de raciocínio e engolem tudo o que a globo fala.
    Portanto acho que tem que repensar mesmo a situação, para um jornalismo mais coerente.

  7. Parabéns a todos!
    Aproveitando, quero dizer a todos que a GLOBO realmente ñ condiz com a propaganda que faz de si mesma.
    Aqui no japão ela cobra 4.200 yenes pela transmissão pela sky perfect tv, enqto que o pacote de 15 canais com o animal planet; a disvovery e mais 13 canais custa apenas 2.800 yenes…
    A record cobra apenas 1.000 yenes.
    A programação é uma porcaria, passa as novelas 2 vezes ao dia, manhã e noite…
    Não televisiona as Copas do Mundo, e jogos de futebol só uma merreca…
    Se a Globo fosse tão boa assim não gastaria trazendo a Regina Casé pra cá pra gravar um programinha sem-vergonha, mas mostraria com o KOVALIC que já está aqui, o que os japoneses estão fazendo com os golfinhos, baleias,etc. e que o controle de animais em terra aqui é feito empurrando-os com paredes móveis para uma câmara de gás, uma espécie de buraco no chão.
    Se puderem, assistam o documentário GANHADOR DO OSCAR, de nome ‘THE COVE’ (A COVA)e vejam todas as notícias que O ‘MELHOR CANAL DE REPORTAGEM (como eles se dizem) não mostra.

  8. Aliás faltou dizer que é nescessario fiscalização severa aos petshops e feiras de adoções que vendem ou doam animais sdem castrar

  9. Se retratar após uma grande mobilização , é apenas tampar o sol com a peneira. Em que planeta eles vivem ? Ah ! fechados demais dentro da emissora !!!!!!!!!!!

  10. Posse responsável e doação responsável. Animais castrados e vacinados em Petshops e feiras de doação.
    Educação na mídia e nas escolas para que as novas geracões respetem os animais

  11. Gostaria de saber como é que podemos incentivar a criação de um canil municipal.
    Issso é por decreto? Existe alguma orientação a nível federal ou estadual para que se crie, ou tem que ser uma iniciativa isolada, baseada no gostar ou não gostar dos animais por parte de prefeitos ou vereadores?
    danilo Fernandes
    Rio de Janeiro
    Tel 21-8610-3050
    Pode publicar meu e-mail se quiser, até mesmo para que alguém que tenha conhecimento sobre o assunto me dê esta orientação.
    danilodan@estadao.com.br

  12. ESSE NOJO DE CANAL SÓ SE RETRATOU POR MEDO DE PERDER PARTE DE SUA AUDIÊNCIA DE PERDER CREDIBILIDADE PRA NÃO FICAR MAL NA FITA SE PREOCUPANDO ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE COM SEUS INTERESSES E NÃO POR CAUSA DOS NOSSOS AMADOS E SOFRIDOS ANIMAIS ABANDONADOS NAS RUAS!

  13. Gostaria de saber , se houve alguma movimentação,fora o abaixo assinado sobre aquela Lei do Dep. Edson Portilho , do R.G. do Sul liberando a matança dos animais

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>