• Home
  • Urso-polar pode ser incluído em lista de proibição de comércio

Urso-polar pode ser incluído em lista de proibição de comércio

2 comments

A lista de animais com comércio proibido devido a graves riscos de extinção – na qual está incluído o elefante e será aumentada com o atum vermelho – também poderá ser ampliada ao urso-polar. Os Estados Unidos apresentaram um projeto para que a proibição seja imposta na sessão da Convenção de Nações Unidas sobre o Comércio Internacional de Espécies em Perigo de Extinção (CITES), que reunirá os 175 países membros em março em Doha.

Esse projeto quer a inscrição do urso-polar no anexo I da Convenção, o que implicaria proibir seu comércio internacional. Organizações ecológicas, como o Fundo Internacional para a Proteção de Animais (IFAW, em inglês), defendem a proposta norte-americana de inscrever o urso-polar no anexo da CITES.

Mas a proposta é contestada por uma das principais organizações de luta contra o tráfico de espécies, Traffic, e pela União Mundial para a Natureza (UICN), que acredita que a pior ameaça sobre o urso-branco é a mudança climática e o degelo do Ártico, por causa do aquecimento do planeta. “A principal ameaça contra o urso-polar é a redução de seu habitat e o aquecimento. O comércio, ou inclusive o contrabando, não representam uma ameaça significativa”, disse Richard Thomas, da Traffic, sediada em Londres.

Como se o comércio não representasse uma grande ameaça ao bem-estar dos animais e aos seus direitos mais fundamentais.

Com informações do Correio Braziliense

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. gostaria que a ANDA explicasse melhor e detalhadamente o que seria “o que implicaria proibir seu comércio internacional”. Tais animais vivem em zoos, portanto sua “comercialização” é proibida, ou não?

    1. Bom dia, Paula
      Infelizmente esse ursos são também alvo da caça, a fim de comercializar sua pele e outras partes de seu corpo.
      Nesta matéria você pode ler um pouco mais a respeito: http://www.anda.jor.br/?p=26141.
      Agradecemos pelo seu interesse e comentários sempre muito pertinentes.
      Um abraço da equipe.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>