• Home
  • Denúncia sobre abandono de animal em São José dos Campos (SP)

Denúncia sobre abandono de animal em São José dos Campos (SP)

2 comments

Laerte Levai
laertelevai@uol.com.br

Segue a denúncia que fiz, na quarta-feira (20), sobre abandono de animal doméstico. Apenas preservei o nome do infrator, colocando suas iniciais. Ele incorreu no crime do artigo 32 da lei 9.605/98, porque, a meu ver, abandono é uma das formas de maus-tratos.

É raro se ver esse tipo de denúncia, em que um indivíduo larga na rua o seu animal, e depois foge. Mas neste caso uma testemunha viu a cena e informou a placa do carro à promotoria. A partir daí o malfeitor foi descoberto, e  acabou confessando o abandono.

Quanto ao animal, um cãozinho vira-lata, infelizmente se perdeu.

O caso tornou-se público e corre perante o JECRIM de São José dos Campos (SP). Se o indiciado for condenado, a pena é de 3 meses a 1 ano de detenção, normalmente substituída por prestação de serviços à comunidade.

Abraços,
Laerte

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito do Juizado Especial Criminal da Comarca de São José dos Campos.
IP nº 3697/09

Consta do incluso inquérito policial que na Rua Paraná, altura do numeral 380, Vila Maria, nesta cidade e comarca, D.G. C, qualificado à fl. 07, incorreu em maus-tratos a animal ao abandonar, em via pública, um cão vira-lata de pelagem cinza-escuro, que estava sob seus cuidados e, em vista disso, se perdeu.

Segundo se apurou, o indiciado parou o carro que dirigia –  VW Voyage placas BVA 1149 – e largou no local o cãozinho acima descrito. Uma testemunha viu a cena delituosa e anotou as placas do carro, comunicando por telefone à promotoria (fl. 13). A polícia civil, diligenciando a respeito, logrou identificar o malfeitor. As circunstâncias do fato, envolvendo abandono de animal à própria sorte, caracterizam uma modalidade do crime de maus tratos.

Diante do exposto denuncio-o como incurso no artigo 32 caput da Lei 9.605/98, requerendo que, A.  esta juntamente com os autos, após defesa preliminar, seja ele citado a comparecer perante este Juízo para se ver processar, na forma do artigo 531 e seguintes do CPP, ouvindo-se na instrução as pessoas abaixo arroladas, sob as cominações e formalidades da lei, até final julgamento.

R o l:
Marcelo da Cunha (fl. 16)
Inv. João Paulo (fl. 11)

São José dos Campos, 20 de janeiro de 2010.

Laerte Fernando Levai
Promotor de Justiça

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta para Luciano Buzatto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. PARABÉNS, DR. LAERTE!!! VOSSA EXCELÊNCIA É UM DOS MAIS NOBRES E VALOROSOS EXEMPLOS A TODOS O PROMOTORES DE JUSTIÇA SOBRE A MISSÃO CONSTITUCIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA DEFESA E PROTEÇÃO À FAUNA E FLORA.

  2. Hoje 20/12/10 eu estava passando na rua encontrei um cachorro na rua debaixo de um carro e ele tava abondonada eu e minha mae fomos a pousada em frente o carro e perguntamos de quem era o cao e o moço disse que era de um casal e eu e minha mae pidimos que possesem agua porque ele estava sem agua e ração e sem donoeu e minha nao pegamos porque temos 1 cao

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>