• Home
  • Prefeito faz com que crianças participem de matança de porco para manter tradição na Espanha

Prefeito faz com que crianças participem de matança de porco para manter tradição na Espanha

10 comments

Por Raquel Soldera (da Redação)

Apesar dos seis graus abaixo de zero e o forte vento, os moradores de  Alcadozo, município da Espanha, realizaram mais uma vez um evento chamado “matança do porco”, que neste ano teve a morte de uma fêmea de 170 quilos.

O primeiro passo foi preparar o fogo, que não só serviu para a matança, mas também para diminuir um pouco o frio, que não amorteceu o entusiasmo dos participantes. Pouco a pouco os moradores foram chegando, colocando em uma mesa deliciosas castanhas, figos secos e aguardente para se aquecerem.

Pouco depois, os moradores se animaram e mataram uma porca, a carregaram até uma mesa perto do fogo, e após degolar o animal, abrindo-lhe a jugular (segundo eles, a melhor maneira de não sofrer tanto), começaram a limpá-la. A partir de então, observou-se uma completa sincronização entre duas gerações que, talvez, em outras circunstâncias não teriam nada em comum.

Foto: AnimaNaturalis
Foto: AnimaNaturalis

Os moradores mais velhos e mais experientes usaram um maçarico para queimar o pelo do animal, e depois de usar um pouco de água quente, chamaram as crianças, e com paciência e dedicação, a mesma que tem um professor, ensinaram aos mais jovens, aqueles que farão com que a tradição se mantenha, a raspar e tirar a pele do animal.

Depois a porca foi pendurada para começar a ser aberta. Novamente foi necessária a participação dos mais velhos para carregar o animal e pendurá-lo, no mesmo lugar onde penduram os touros após a tourada. Uma vez pendurado, mais uma vez as crianças estavam atentas para a próxima etapa, abrindo lentamente a porca, separando a gordura da pele. Separar as vísceras e limpar o animal para depois cortá-lo, porque o fogo estava pronto serem colocadas as grelhas.

O prefeito de Alcadozo, Angel Alfaro, decidiu no ano passado realizar a matança para os moradores de sua comunidade. “A ideia é recuperar a tradição de matar os animais em casa, que sempre foi feito e que por diversas razões, a tradição estava se perdendo em nosso povo”.

A matança é uma tradição que serviu para que as pessoas “tivessem uma solução” para as refeições, especialmente aqueles que trabalham no campo, e também para que muitas famílias possam ter uma boa reserva de embutidos para o inverno. “Quisemos recuperar essa tradição entre crianças, porque elas não veem isso há muitos anos e queremos que elas também desfrutem dessa tradição”.

O prefeito também conseguiu patrocínios para a realização do evento, porque, como ele mesmo disse, “esta atividade implica um custo que nós temos que cobrir”. Assim como tiveram uma grande participação no ano passado, esperam continuar realizando o evento.

“Não só se recupera uma tradição, mas também é um bom momento para compartilhar com os vizinhos, para ter um agradável momento em família e promover a boa vizinhança, além de ter uma boa refeição”.

Não são somente os moradores que compareceram à matança, mas também moradores de outras localidades ou famílias que foram convidadas a viver uma tradição que perdura ao longo do tempo.

Com informações de AnimaNaturalis

Nota da Redação: É vergonhoso que o prefeito da cidade considere o assassinato de um animal uma maneira de passar “um momento agradável”, além de incitar as crianças a presenciarem e participarem deste momento de crueldade, fazendo com que percam os valores básicos de respeito à vida e o respeito pelos animais. Existem outras maneiras de incentivar a boa vizinhança e ter um momento agradável, sem envolver o sofrimento e a morte de nenhum animal.

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Nossa, assino embaixo da nota da redação.
    Que horrível!!!
    Não consigo entender como as crianças não sentiram piedade e choraram pela porca, eu faria isso se tivesse que passar por um ‘momento’ desses na infância. Acho que seria o suficiente para me tornar vegetariana na hora!
    Tradição… Vamos jogar cristãos aos leões então! Também foi uma tradição, não foi? Afff!!!

  2. Esse método de passar a tradição biocida para próxima geração não me espanta,foi e é assim.Agora se vai continuar a ser passada,acredito que por pouco tempo e com muita dificuldade.O que dificultara essa transmissão será o trabalho de ativistas dos Direitos Animais educando para o veganismo.
    Quanto ao espanto da Karen sobre a reação das crianças,deve ser levado em consideração o ambiente, a familia,o poder discursivo dos pais durante todo um ano antes da “festa” sobre a importância da mesma e a constante reificação da vida criando nessa criança um habitus banalizador do mal,pois ela se espelha nos pais.Nem toda criança exposta a uma cena de tortura e assassinato de um animal não-humano se torna vegetariana, as vezes ocorre o oposto,ela fica fria popularmente falando.
    Quanto ao comentário do Marcos, cuidado com essa xenofobia.O que nos difere deles? O que esperar do povo brasileiro que festa sem churrasco não é festa, que feijoada sem restos do cadáver de um suíno não é feijoada?O que queremos de um povo que patrocina rodeios, “farras do boi”, vaquejadas,etc,como o brasileiro?
    Vamos educar para o veganismo,assim as futuras gerações terão esse tipo de atitude como um momento sombrio do passado da humanidade que não se deve repetir.

  3. Crueldade sem fim! Um pais considerado `moderno`, `sede de cultura como a Espanha,me deixa chocada. Sei que animais sao comestiveis em qualquer parte do mundo, mas expor uma cena desta como DIVERSAO publica jà e demaìs, ainda mais utilizando metodos antiquados e crueis de abate.

  4. sei que não é tradição sugerir mudar o nome do prefeito, que absolutamente não faz por merecer o nome de “Angel”( anjo )Alfaro. Sugiro: “Angel Aofogo”! …se o diabo aceitá-lo!

  5. As criancas aprendem e sao espelhos dos seus pais.por isso e mais uma luta dos ativistas para trabalharem e ensinarem os direitos dos animais nas criancas,que serao os futuros adultos.
    Em toda parte do mundo se mata animais para o consumo, a diferenca esta em ,esse ato acontecando no quintal ou no matadouro.
    Por isso apoio os ideais veganos.

  6. Tradicao ?! Manter tradicao e muitas vezes sinal de retrocesso a um passado primitivo, caminhemos para o progresso que quer dizer libertar-se de coisas velhas inuteis, anacronica, crueldade, estupidez e ignorancia! Progresso significa MUDANCA , por isso, a resistencia ao progresso gera ainda tanta violencia no mundo.
    Como pode um ser humano deste seculo fazer apologias a morte de animais em favor de tradicao – Coisa mais ridicula ! E ainda incutir violencia nas cabecas das criancas
    Onde vamos parar ????

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>