• Home
  • Vários animais são trazidos pela correnteza, em Porto Alegre (RS)

Vários animais são trazidos pela correnteza, em Porto Alegre (RS)

0 comments

Mesmo sem cheias, Porto Alegre (RS) começou a sentir os efeitos da enxurrada que destruiu pontes e engoliu vidas e plantações do Estado nos últimos dias.

Entre a madrugada e o fim da tarde de ontem, 51 porcos arrastados pela correnteza foram encontrados mortos nas praias do Guaíba – e as autoridades preveem que seja só o começo.

Como o Guaíba recebe as águas de diferentes rios – Jacuí, Taquari, Sinos, Caí e Gravataí – não há certeza sobre a procedência dos animais. Mas o coordenador da Defesa Civil Municipal, Léo Antônio Bulling, acredita que tenham vindo do Vale do Taquari ou das regiões de Agudo e Rio Pardo, atingidos pelas maiores enchentes e prejuízos. Até ontem, o Jacuí continuava 4,88 m acima do nível normal na região de Cachoeira do Sul e, o Taquari, dois metros a mais.

Os primeiros animais foram encontrados por trabalhadores do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) na manhã de ontem, enquanto faziam o recolhimento de entulhos trazidos pelas águas, como galhos e troncos, na beira do Guaíba. Ao longo do dia, novas descobertas foram feitas em outros pontos da orla. Ao todo, 38 animais foram recolhidos na praia do Lami, cinco na Vila Assunção, quatro em Pedras Brancas, três em Belém Novo e um em Ipanema.

Como alguns deles pesavam mais de 300 quilos, foi preciso usar guinchos e escavadeiras para removê-los. Os cadáveres foram levados para o aterro municipal, onde foram enterrados em covas. Por medida preventiva, as praias do Lami e de Belém Novo, onde até ontem era permitido o banho, foram interditadas por tempo indeterminado. A expectativa é de que mais porcos continuem chegando nos próximos dias.

“Nos disseram que mais de 500 animais sumiram só na região das Ilhas do Guaíba e de municípios vizinhos. Não sabemos quantos vão chegar, mas a água vem descendo e trazendo de tudo”, afirma o secretário municipal do Meio Ambiente, Professor Garcia.

A Defesa Civil acredita que hoje será o dia em que as águas do Guaíba atingirão o pico, pois o maior volume da água do Jacuí deve chegar à Capital. Na manhã de ontem, o nível da água era de 1,68 m, considerado tranquilo. O índice é considerado de risco quando a água passa de 1,90 m.

“A situação é de alerta, mas não acreditamos que haverá alagamentos. Na medição que fizemos ao meio-dia (de ontem), o Guaíba já tinha baixado para 1,62 m”, diz o coordenador da Defesa Civil Municipal.

Fonte: Zero Hora

About the Author

Follow me


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}
>